Gestão de Clínicas com foco no paciente: 5 dicas preciosas!

Fazer a boa gestão de um negócio não é uma tarefa fácil, com a gestão de clínicas não é diferente.

Na maioria das vezes, os gestores de clínicas e consultórios são os próprios médicos, que ou são os próprios donos do negócio, ou foram subindo de cargo até alcançarem o patamar da gestão.

O ponto é: geralmente não são administradores ou profissionais de fato especializados para tal cargo.

O que não significa que por isso sejam incapazes, muito pelo contrário, isso mostra o quanto esses gestores precisam se reinventar e dia após dia para manter o crescimento do negócio e o fazem com primor!

Por outro lado, avanços tecnológicos e midiáticos têm trazido à tona uma nova necessidade de representatividade e sensação de pertencimento do consumidor com os seus produtos e serviços.  

Nesse sentido, exige-se cada vez mais uma didática voltada ao ser humano. Ou seja, mais uma coisa sobre a qual o médico-gestor deve ter atenção se quiser manter a sua clínica em crescimento.

Portanto, uma gestão estratégica realmente eficiente deve sair à frente para, em um cenário tão saturado de profissionais e propagandas, ter mais atenção quanto ao foco dado ao paciente

Gestão de clínicas com humanismo.

Se não for ele o foco da gestão da sua clínica, quem será? Só assim uma verdadeira transformação na gestão será capaz de acontecer! 

São pequenas chaves necessárias para verdadeiramente sairmos do patamar cômodo e nos lançarmos em um ritmo acelerado de conquista de novos pacientes e fidelização dos mesmos.

Para consolidar essa relação entre o paciente e a sua clínica, entender o público alvo é uma necessidade primordial.

Analisar a ocorrência de pacientes por faixa etária, bairro, gênero e classe social, por exemplo, pode facilitar o seu entendimento sobre o universo daquele público e, com isso, você ter insights valiosos sobre abordagens, promoções, preços e tantos outros fatores importantes.

Além do mais, ao estabelecer uma gestão com foco no paciente, suas necessidades e motivações, torna-se mais palpável até mesmo a confiança entre paciente e médico, transferindo valor da gestão até mesmo para o momento do atendimento.

Como pudemos perceber até aqui, este conteúdo abordará algumas questões sobre a gestão de clínicas, sobretudo com foco no paciente. Portanto, se você quer ampliar o seu vocabulário sobre o tema, vem com a gente!

Quais as atribuições do profissional que faz a gestão da clínica?

A gestão de clínicas tem como objetivo mapear, controlar e analisar diversos fatores em busca dos melhores resultados possíveis para o negócio e para as pessoas que dependem dele: colaboradores e pacientes.

Portanto, o gestor de uma clínica é a pessoa encarregada por tomar as decisões estratégicas que envolvem todo o negócio, sempre pensando na melhor saída em cada situação, seja o melhor caminho para o crescimento, ou até mesmo a melhor solução para algum problema.

Responsabilidade de quem atua na gestão de clínicas.

Alguma das funções desse profissional são:

  • Analisar os indicadores do negócio para acompanhar o status de tudo.
  • Traçar metas a longo, médio e curto prazo.
  • Fazer e colocar em prática um planejamento estratégico consolidado.
  • Estabelecer objetivos para os diferentes setores da organização.
  • Organizar a logística para o atendimento médico.
  • Prever possíveis gargalos a fim de otimizar processos.
  • Estabelecer parcerias de negócio.
  • Analisar a melhor forma de reduzir os custos e otimizar os investimentos.
  • Aumentar o faturamento.

Com isso, percebemos o que fazer a gestão de uma clínica é uma atividade que requer um profissional em constante movimento de aprendizado e acompanhamento das novidades da sua área e da concorrência. 

Nesse sentido, entra justamente a questão de reinventarmos a maneira com a qual tratamos os pacientes até aqui. 

Eles estão cada vez mais exigentes no nível da entrega de valor que esperam em uma clínica: do atendimento ao espaço físico, da prestatividade à agilidade dos processos.

Quais são os erros mais recorrentes quando o assunto é gestão de clínicas?

Existem alguns pontos que são mais fáceis de identificar enquanto recorrentes ao observarmos não só a gestão de clínicas e consultórios, mas a gestão dos negócios como um todo. 

Confira e não faça igual:

Não investir no treinamento dos colaboradores

Profissionais capacitados tendem a trabalhar mais satisfeitos e motivados, o que se reflete no modo com o qual as suas tarefas são executadas na rotina do trabalho.

Engana-se quem pensa que é só o atendimento que deve ter atenção. Das áreas mais técnicas às atividades mais operacionais, das maiores inovações, como a telemedicina, aos processos mais tradicionais… toda a sua equipe merece a devida atenção. 

Além do mais, feedbacks com pontos de melhoria e pontos destaque e até mesmo o estabelecimento de metas com recompensas são ações que costumam ser muito bem vindas. 

Afinal, todo profissional merece atenção e zelo com o esforço do trabalho que presta.

Confira abaixo alguns indicadores para se ter em mente na hora de pensar no treinamento do seu pessoal:

 

Não definir indicadores e metas

A gestão de uma clínica médica requer a decisão sobre quais serão os indicadores que serão observados para analisar o desempenho de diversos fatores do negócio. 

É através desses indicadores que se pode estabelecer as metas e os objetivos à longo, médio ou curto prazo dentro de uma gestão de clínica, etapa fundamental para o negócio. 

Afinal, é acompanhando tais metas que se pode ter uma real noção do andamento das coisas em relação às expectativas e aos investimentos.

Nesse sentido, é importante frisar que para o estabelecimento dos objetivos se faz necessário um diagnóstico preciso da situação atual. 

Quanto mais o profissional souber sobre os padrões que ocorrem nos diversos setores, como custos, necessidades, falhas, índices que precisam ser melhorados e mesmo coisas que já têm dado certo, melhor será a sua base para a tomada de metas realmente alcançáveis e que façam sentido.

Afinal, é preciso ter bom senso. Não dá para traçar a conquista de 10 mil novos pacientes em um ano se a sua clínica não atende nem 10% disso atualmente.

Gestão de indicadores em clínicas.

Agora que falamos dos erros mais comuns, queremos levantar a bola novamente para a importância em focar no cliente em todas as etapas de todos os processos. 

Nem que seja por um segundo, imagine o quanto aquilo poderá afetar o seu paciente e se coloque no lugar dele.

Pensando em ampliar os seus horizontes nesse sentido, confira o que preparamos para você e para a sua gestão:

5 dicas preciosas para ter uma gestão de clínicas com foco no paciente

1. Estabelecer uma conexão com as pessoas.

Manter o foco nos pacientes é o primeiro passo, estabelecer uma conexão com a pessoa é um nível além do primeiro contato. Pode parecer óbvio, mas nem sempre é um objetivo dos profissionais da área.

Procure ouvir o paciente e o contexto no qual o mesmo está envolvido. Seja ele familiar, social ou até mesmo profissional. A saúde do paciente é um reflexo de sua vida. E instrua o seu corpo clínico a ter a mesma sensibilidade.

Ou seja, entender o paciente e sua vivência permite tanto ajudá-lo e estabelecer a confiança necessária entre médico-paciente, um ponto chave na gestão de clínicas e consultórios com foco nos pacientes.

2. Invista no seu consultório.

O consultório é o primeiro contato que o paciente tem com o médico. Assim, é importante que ele seja limpo, organizado e reconfortante. Não significa que você precisa contratar um super arquiteto renomado… não, não é isso!

O que queremos aqui é te convidar a se colocar no lugar dos pacientes que chegam até a sua clínica ou consultório: qual seria a sensação que você teria em primeiro momento, caso fosse um ambiente completamente novo para você?

A sala de espera é o ambiente onde o paciente aguarda para ser atendido. Muitas vezes ele está com preocupações na cabeça ou até mesmo sentindo algum incômodo, portanto utilize poltronas ou estofados confortáveis, mantenha as revistas atualizadas e a televisão ligada em um volume bem baixinho, para distrações em caso de atrasos

Tudo para gerar conforto aos pacientes e seus acompanhantes. A gestão da sua clínica pode ser atenciosa com os mínimos detalhes, são eles que fazem toda a diferença.

3. Tenha uma equipe bem preparada.

Uma clínica médica é acima de tudo uma empresa, e como qualquer outra, a equipe é o coração da organização.

Portanto, a escolha da equipe presente na clínica é imprescindível para estabelecer uma melhor relação médico-paciente.

Lembre-se que a recepção é o primeiro contato que o paciente tem com você, ou seja, a atuação desse setor é crucial, pois a primeira impressão para o público vem do seu contato com a recepção. 

Portanto, o treinamento e o preparo da equipe é muito importante. É um fator importante para estar sempre atento em uma gestão de clínicas.

Mas lembre-se: um profissional que atende bem é um profissional que está satisfeito com o seu trabalho, portanto, não adianta investir em treinamentos e capacitações se o seu colaborador está ganhando pouco, se está sobrecarregado ou se frequentemente é tratado com grosserias.

Avaliar esses fatores para pensar em soluções também faz parte de uma gestão de clínicas com foco no paciente.

4. Procure ser paciente.

Ter paciência é uma característica importante e deve ser inerente ao profissional da saúde que atua na gestão de clínicas, bem como todo o Corpo Clínico presente no consultório. 

É necessário lembrar que o paciente já está sobre pressão e muitos sentem-se extremamente ansiosos apenas pelo fato de terem uma consulta agendada.

Por isso é de extrema importância trabalhar a sua capacidade empática e ser paciente afim de ter um atendimento eficaz e focado no paciente.

5. Utilize as novidades da tecnologia a seu favor.

Já falamos antes sobre a importância de saber utilizar a tecnologia a nosso favor. Quanto a relação médico-paciente, um bom software de gestão clínicas tende a otimizar os processos e estreitar as relações.

Recursos como o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) são uma ferramenta que pode cumprir essa tarefa, mas os benefícios com a utilização de um sistema assim vão muito além dessa questão. 

Médicos gestores vêem a sua rotina completamente otimizada e transformada para melhor com o advento dos softwares médicos de gestão, afinal, eles foram pensados especificamente para este nicho e como tal, solucionam grandes necessidades comuns da área:

Agenda médica, marketing médico, faturamento com convênios (TISS), emissão de boletos e muito mais!

Este conteúdo te fez refletir verdadeiramente?

Essas foram cinco dicas infalíveis para otimizar o seu contato com o paciente através da gestão de clínicas. Seguindo essas etapas, você consegue tanto desenvolver seu atendimento quanto satisfazer seu público nesse ramo tão competitivo.

Entretanto, gostaríamos de te convidar a pensar com mais calma sobre tudo o que trouxemos aqui relacionado ao foco da sua gestão ser voltado ao paciente, além de apenas usufruir das nossas super dicas, combinado?

Responda para si mesmo: até onde você considera o paciente na hora de tomar as suas decisões? Independente da sua resposta, saiba que não é o suficiente. Acredite na gente. 

É hora de repensar muita coisa a respeito do seu negócio, porque por mais tradicional e consolidada que seja a sua área de atuação, a concorrência está sempre à solta.

Não deixe para repensar os seus passos quando estiver no meio de uma crise, dê hoje um passo à frente de tudo isso e prepare a estratégia do seu negócio de acordo com o seu bem maior: o seu público.

Esperamos que tenha gostado da discussão de hoje. Até a próxima!


Marketing médico poderoso e sem gurus: estratégias que estão ao seu alcance.

Marketing médico poderoso e sem gurus: estratégias que estão ao seu alcance.

Estamos na segunda década dos anos 2000, você também sente que o tempo passa rápido? A questão aqui é que à medida que isso acontece, os cenários vão mudando e a gente sempre precisa se adaptar.  A atual Pandemia do Coronavírus não nos deixa dúvidas do quão verdadeiro é este chavão, que chegou acelerando de sobremodo a forma de atuação dos profissionais de saúde e sua relação com os pacientes. 

O tema deste conteúdo é o marketing médico, porque as mudanças também têm que ocorrer com o nosso jeito de encarar os negócios, tendo em vista que os hábitos de consumo estão se transformando diante dos nossos olhos. 

Hoje a gente veio te convidar a enxergar o seu paciente com um outro ponto de vista: encare-o enquanto consumidor! Não se trata de seguir fórmulas prontas, ou de investir pesadas quantias em redes sociais, se tornar o mago do instagram, não é nada disso. 

Nossa conversa vai ao encontro de estudos recentes que mostram que o consumidor atual tem demandado uma relação de mais autenticidade e atenção, e para tal, a gente precisa ter uma comunicação personalizada e direcionada.  Nesse sentido o convite é para que conheça poderosas ferramentas que funcionam e são de fácil mensuração ou quantificação do resultado frente ao valor investido. 

Atendimento de excelência é uma das etapas do marketing médico. Na imagem, um médico e um paciente se cumprimentando.

Seja você um(a) médico(a) com consultório próprio ou esteja você à frente de clínicas dos mais diversos tipos, das odontológicas, passando pelas de especialidades gerais até as estéticas, saiba que:

Ícone representando o cuidado com o paciente através da gestão do marketing médico.

Gestão e Marketing Médico, quando caminham lado a lado, são capazes de transformar a realidade dos negócios, aumentando a carteira de pacientes (consumidores!) através do relacionamento humanizado!

 

Portanto, diante do cenário cada vez competitivo em que estamos, com a grande quantidade de clínicas e consultórios, concorrência é cada vez mais estimulada, e quem procura estratégias para se destacar sai à frente! 

Sem mais delongas…

O que é marketing médico?

O marketing médico é o conjunto de estratégias pensadas e executadas com o objetivo de mostrar valor sobre o seu serviço para o seu público, ou seja, seus pacientes. Ele pode ser pensado em três etapas fundamentais:

  • Atração de novos clientes
  • Recepção e atendimento
  • Ações de pós-atendimento visando um alto nível de satisfação

Não podemos esquecer que esta é uma área muito mais sensível e que, mesmo encarando o paciente como um consumidor, devemos ter o cuidado de jamais comunicarmos de maneira promocional ou exaustiva…

MARKETING NA SAÚDE = CUIDAR DO OUTRO COM ATENÇÃO

Entretanto, podemos e devemos enxergar isso com um olhar cada vez mais estratégico e até mesmo empreendedor, uma vez que o aumento do faturamento é, quase sempre, o objetivo final (e não há mal nenhum nisso!).

Médica fazendo pose de forte, ilustrando um sucesso na estratégia de marketing médico.

Portanto, utilize o marketing médico (também conhecido como CRM médico) de forma a posicionar o seu negócio, apresentando-o para as pessoas da maneira como você gostaria de ser conhecido, atingindo as pessoas certas com a mensagem certa, criando valor na percepção das pessoas.

Para isso, é fundamental que você responda uma pergunta: qual o seu público-alvo? Ou seja, qual o perfil das pessoas que você deseja atingir? 

Uma vez que você delimitar isso, poderá se questionar coisas como:

  • Qual será o tom da minha comunicação no marketing médico?
    Por exemplo: posso partir para algo mais jovem e dinâmico, ou devo manter um tom sério e tradicional?
  • Quais são as dúvidas dessa pessoa em relação ao meu serviço/negócio/estabelecimento?
    Por exemplo: especialidades oferecidas, capacitações, horário de funcionamento, tipos de exames e seus objetivos, importância do checkup e por aí vai…
  • Quais outras características desse público eu posso explorar com o marketing médico?
    Nem sempre você precisa comunicar algo relacionado ao seu serviço, você também pode dar, por exemplo, dicas de bem estar, alimentação, entretenimento etc., tudo dependerá do seu perfil de público.

Diferentes ilustrações de personas do marketing médico.

Então, quando você conseguir responder ao questionamento sobre qual é o seu público alvo, significa que você poderá também ser mais estratégico, uma vez que um planejamento de ações pensado para alguém é muito mais assertivo que algo genérico.

Se quiser ir ainda mais além, assista ao vídeo abaixo sobre a criação de personas no marketing:

 

Portanto, a importância do marketing médico é:

Estabelecer uma relação de credibilidade e valor entre os médicos ou clínicas e o seu público, através de estratégias que posicionem o negócio na mente do consumidor, passando a imagem e os valores desejados para um público específico.

Qual o melhor método do marketing médico para quem quer ter mais pacientes?

Se algum dia você procurou pelas alternativas tradicionais de propaganda, como anúncios em revistas, jornais, televisão e outdoors, já sabe o quanto é caro e inconsistente investir nestes meios. 

É claro que não podemos ser genéricos, afinal dá muito certo para grandes varejistas e alguns outros determinados segmentos. Entretanto, a saúde é algo que requer algo mais humanizado e diferenciado, não acha?

Além do mais, este tipo de investimento tradicional não nos traz certeza quanto ao custo x benefício, uma vez que é quase impossível metrificar os resultados e o real impacto daquilo na consciência das pessoas.

Por outro lado, qual peso você dá a algo quando alguém lhe indica? Muito, não é? Afinal, nada com mais credibilidade do que a opinião de alguém, sobretudo quando você conhece e confia no julgamento desta pessoa.

Nesse sentido, o marketing médico de relacionamento entra como uma importante ferramenta para não apenas fidelizar e conquistar ainda mais os seus atuais pacientes, mas também de verdadeiramente torná-los o que chamamos de “promotores de marca”.

Mulher simulando estar ouvindo um segredo, ilustrando a relação de confiança criada com o marketing médico.
Close up portrait of a young curious girl trying to hear rumors isolated over white background

Ou seja, as pessoas se sentem tão amparadas e bem cuidadas pela sua marca (e a sua marca, leia-se o seu nome enquanto profissional ou a sua clínica/o seu consultório), que passam a recomendá-lo espontaneamente para amigos, conhecidos e familiares. 

Portanto, saiba mais sobre este que, para nós, é um dos mais potentes e eficientes métodos para aumentar a fidelização da sua atual clientela e também para conquistar novos clientes, sobretudo na mão de pessoas estratégicas e com o mindset voltado para o crescimento do negócio.

Marketing médico de relacionamento: certeiro e eficiente.

As ações do marketing médico de relacionamento são pensadas de modo a criar uma relação de amizade e até mesmo intimidade, conversando com o seu paciente (consumidor, se lembra?) de modo a deixá-lo interessado pela sua comunicação.

Mulher feliz ao receber um sms direcionado para ela através do marketing médico.

Se ele estiver interessado pelo que você tem dito a ele, significa que ele gostará quando receber um e-mail ou um SMS seu (ao contrário de tantos que recebemos e sequer visualizamos, não é?), e se isso acontecer, significa também que você conseguiu conquistar o seu espaço na mente e no coração desse paciente.

Nesse sentido, para criar esse interesse é necessário aquilo que já mencionamos: saber com quem está falando, para saber o que falar. Não tem erro!

Benefícios do marketing médico de relacionamento

Através de suas diferentes possibilidades, os benefícios dessas estratégias de marketing médico são inúmeros. Pegamos o nosso sistema médico, que é super completo (e está com teste grátis!), como base e vamos listar abaixo alguns dos benefícios que consideramos mais importantes, acompanhe conosco e surpreenda-se:

Marketing médico trás boa reputação na rede.Fidelize os clientes e seja prioridade para eles: com a comunicação mais direcionada e pensada especificamente para determinado público, os pacientes têm uma sensação de pertencimento e tendem a priorizar o médico/consultório ou a clínica em uma necessidade futura.

Automação com o marketing méAgrupe os seus clientes de acordo com seus critérios: crie grupos específicos de clientes com base em diferentes critérios disponíveis no sistema, como: sexo, data de nascimento, procedimento realizado na última consulta e muito mais! Isso garante uma mensagem direcionada e assertiva.

Evio de emails marketings automatizados com o marketing médico,Automatize envios para estes grupos específicos: monte um planejamento de envios (e-mails e SMS) de acordo com os grupos de pacientes e não perca tempo com trabalhos manuais desnecessários. Poupe tempo para o que realmente importa: pensar estrategicamente!

Dashboards e análises com o marketing médico.Analise o desempenho das ações para traçar estratégias cada vez mais assertivas: observe em relatórios e indicadores, por exemplo, qual foi o seu e-mail que mais teve aberturas e cliques, assim você saberá o que está dando certo para poder replicar! Vamos muito além. Cruzamos as informações das campanhas (email e telefone)  com os agendamentos resultantes e mostramos qual foi o seu retorno financeiro imediato, no espaço de 1 dia, semana e mês. 

Visualize dados das campanhas através de relatórios do marketing médico,

Prancheta.Faça disparos em massa e economize tempo: nunca mais perca tempo ligando de paciente em paciente quando um imprevisto ocorrer. Com o envio de mensagens em massa, você avisa a todos de uma só vez e ainda mantendo a pessoalidade com o uso de variáveis personalizadas. Marketing médico também é sinônimo de praticidade! 

Público-alvo.Tenha mais consultas marcadas e menos faltas: programe mensagens para lembrar o paciente da consulta marcada ou até mesmo de marcar uma nova consulta. O cliente que recebe a mensagem certa, no tempo certo, tende inclusive a ser mais pontual!

Automações com o marketing.Possibilidade de integração total para ações ainda mais estratégicas: o nosso sistema permite integração total ao prontuário eletrônico do paciente, ao controle financeiro e à agenda médica, assim você pode agrupar pacientes de acordo com características como: marcações na próxima semana, pacientes que realizaram determinado procedimento ou até mesmo pacientes que estão inadimplentes.

Crie públicos personalizados através do marketing médico.

Dicas para o marketing médico de relacionamento ser inovador e diferenciado 

É aqui que a estratégia entra em campo!

Estratégias de marketing médico.

Envie e-mails e SMS para os seus pacientes e construa um relacionamento duradouro através do marketing médico

Não basta enviar e-mails para lembrar das consultas, um marketing médico de relacionamento se faz com um diálogo constante e sobre diversos temas, confira as nossas dicas sobre e-mails que podem fazer sentido para o seu público:

  • Mensagens em datas comemorativas: vá além do mero “feliz dia da mulher!”, que tal trazer curiosidades sobre as datas comemorativas ou qualquer outra informação relacionada que surpreenda e fuja do óbvio?

Emails marketing em datas especiais para os pacientes.

  • Faça conteúdos institucionais e deixe o seu paciente mais íntimo: que tal compartilhar imagens de um evento interno de treinamento, ou até mesmo contar um pouco sobre você e seus funcionários? Esse tipo de conteúdo aproxima as pessoas e causa a sensação de pertencimento.
  • Faça pesquisas de satisfação, isso também é marketing médico: crie um modelo de pesquisa de satisfação no qual o seu paciente poderá avaliar diversos fatores, desde a recepção, passando pela estrutura física, até mesmo a qualidade do seu atendimento. Essas pesquisas são fundamentais para entender a percepção de valor do cliente, identificar possíveis melhorias e buscar um aperfeiçoamento constante. É importante também deixar um espaço em aberto para que ele possa opinar livremente sobre o que quiser, às vezes disso surgem boas sugestões! 
  • Personalize o seu e-mail com banners no topo e uma assinatura diagramada: isso dará um tom mais profissional e atrativo, as pessoas adoram! Indicamos o Canva para a criação das artes gráficas, lá você encontrará vários modelos já prontos, além de ser gratuito! Confira os exemplos abaixo:

Assinatuda de email marketing de médico.

Assinatura de e-mail.

Email marketing como exemplo para médicos.

E-mail marketing com banner personalizado no topo. Fonte: Resultados Digitais.

Utilize um software para médicos e potencialize o seu poder estratégico através de integrações inteligentes! Clique e saiba mais!

Teste Grátis o sistema médico da Saúde Vianet por 15 dias e coloque em prática uma estratégia de marketing médico agora mesmo!

Os pilares do nosso software médico são o fato dele ser absolutamente completo e integrado, além de fácil de usar. Levamos isso muito à sério, porque temos como missão o uso da tecnologia na saúde de forma simplificada para usuários através do desenvolvimento de soluções inovadoras para todos os envolvidos no processo: médicos, pacientes, clínicas, convênios etc.

Queremos tornar a tecnologia na medicina acessível a um número maior de usuários, a fim de levar os seus benefícios ao maior número de pessoas que for possível. Temos compromisso com a entrega de valor aos nossos clientes, por isso investimos em um suporte que além de qualificado, é humano e disponível.

Temos tanta certeza da eficiência do nosso sistema, que oferecemos um período de teste grátis sem a solicitação de dados de pagamento. Transparência para você experimentar e só permanecer se estiver satisfeito com os resultados! Coloque o marketing médico em prática agora mesmo!

Visite o nosso site e entre em contato com o nosso time para tirar qualquer tipo de dúvida que possa vir a ter. Será um grande prazer iniciar esse relacionamento 💙

Quem se interessou por esse artigo também leu:


A Telemedicina já merecia toda essa evidência mesmo antes da pandemia. Médico, entenda o porquê!

A Telemedicina já merecia toda essa evidência mesmo antes da pandemia. Médico, entenda o porquê!

O atendimento médico remoto é um assunto que está em pauta nos últimos meses, afinal o cenário da atual pandemia trouxe urgência na busca por soluções práticas e eficientes, e é justamente aí que entra a telemedicina.

A construção civil, por exemplo, vem buscando alternativas rápidas para construir hospitais e ampliar o atendimento, e assim a construção modular está sendo evidenciada. 

Ao passo que na saúde não é diferente: a necessidade de soluções inovadoras trouxe à tona os benefícios da telemedicina, uma área da saúde que, apesar de já ser implementada com sucesso em outros países, ainda não tinha ganhado expressividade no nosso país.

Dito isso, ao termos um olhar sensível sobre diversos fatores que envolvem a telemedicina no Brasil, fica evidente que essa solução, além de ser a melhor resposta ao cenário atual, é também um caminho interessante para auxiliar em muitas questões que já nos acompanham há tempos. 

Assim, preparamos esse conteúdo para que você, profissional da saúde, possa compreender melhor a telemedicina, suas vantagens e todos os fatores que a apontam como uma excelente alternativa tanto para médicos, quanto para pacientes.

Ao final deste artigo você terá um melhor entendimento sobre todas essas questões e também sobre o atual panorama de atendimento médico no país. Esperamos que seja útil para você, boa leitura!

Antes de tudo, o que é telemedicina?

A telemedicina é a área da saúde que presta, à distância, o atendimento pré-clínico, o atendimento assistencial, o atendimento de consulta, o monitoramento e até mesmo o diagnóstico de pacientes, através de tecnologias que possibilitem uma videochamada.

Na prática, a telemedicina funciona através da internet, com o uso de computadores, smartphones ou tablets, que precisam estar integrados a algum software médico específico que proporcione a conversa ao vivo por meio de vídeo. 

Telemedicina ilustrada em diferentes dispositivos: tablets, phones, pcs etc

As vantagens beneficiam tanto quem necessita de atendimento, que encontra na telemedicina uma opção eficiente e segura de assistência para diversas especialidades, quanto os médicos, que têm a oportunidade de alcançar mais pacientes e também de se conectar com outros especialistas, assim buscando outras opiniões em diagnósticos e orientações diversas.

A telemedicina no mundo

Falar sobre a telemedicina no mundo é fundamental, uma vez que essa área, apesar de ser recente no Brasil, há décadas já é implementada com sucesso em outros países, por ser uma solução que elimina barreiras geográficas e conecta, com eficiência, pacientes a especialistas. 

Nesse sentido, a relação entre os países pioneiros nesta área da medicina e o nível de avanço tecnológico de cada um deles mostra que, não por acaso, os primeiros países a implementarem a telemedicina são também as nações que estão no topo do hall tecnológico global, como os Estados Unidos, Japão e Israel.

Por isso, podemos perceber que onde há tecnologia, há inovação. Não é de agora que a internet vem facilitando diversas atividades para médicos e clínicas, como o advento do marketing médico, facilitações para controle financeiro, CRM e agenda, dentre tantas outras soluções.  

Assim, quem se arrisca a sair dos moldes tradicionais através dos benefícios proporcionados pelos avanços tecnológicos, tende a sair na frente, como é o caso desses três países, que viraram referência em telemedicina no mundo.

Vamos então à Telemedicina no Brasil

Vivemos em um país de desigualdades acentuadas em diversas áreas da sociedade e na saúde não é diferente. Dados da Demografia Médica (2018) indicam que o Brasil está na 34ª posição do ranking que mede a densidade médica populacional, com a marca de 2,1 médicos a cada 1000 habitantes. 

Ao analisarmos esse número na relação entre as capitais e os municípios do interior, o contraste é gritante, uma vez que mais da metade dos médicos em atividade estão distribuídos apenas nas 27 capitais federais. 

Por outro lado, nas demais 5.543 cidades do interior, que abrigam mais de três quartos de toda a população, residem menos da metade destes profissionais em atividade, resultando em um indicador de 1,28 médicos a cada 1000 habitantes.

A pandemia trouxe urgência na consulta por telemedicina, mas estes dados mostram que esse tema já poderia ter sido proposto há muito mais tempo, possibilitando o atendimento às pessoas que vivem em locais onde a assistência é insuficiente e traçando caminhos para mudar este cenário, inclusive com a utilização de telemedicina no SUS.

Um importante passo para a consolidação da área no país foi dado através da publicação da portaria nº 467, de 20 de março de 2020 que, apesar de ter foco na pandemia, instituiu e autorizou ações de telemedicina no Brasil, o que certamente abrirá espaço para que mesmo após esse cenário a área continue a se desenvolver por aqui. 

Afinal, ninguém progride para depois regredir, e a telemedicina é o tipo de solução que amplia horizontes, trazendo benefícios em inúmeras situações.

Confira abaixo um vídeo da TV Senado sobre essa nova portaria que institui a telemedicina no Brasil:

Um apanhado sobre os benefícios da telemedicina

Médicos, pacientes, gestores de corpos clínicos, especialistas e técnicos estão dentre as pessoas mais beneficiadas com o uso da telemedicina. Vamos falar melhor sobre isso, acompanhe a seguir: 

Tecnologia segura e regulamentada

As regras para laudos de telemedicina são as mesmas presencialmente ou à distância, de acordo com o Conselho Federal de Medicina. Nesse sentido, a tecnologia na saúde entra como uma ferramenta para unir a necessidade à demanda existente.

Além disso, a telemedicina é um aparato que nada deixa a desejar em relação ao atendimento tradicional, uma vez que segue à risca toda a regulamentação proposta e ainda por cima conta com profissionais atualizados, afinal quem está defasado tende a nem conhecer essa área tão inovadora.

Tanto os profissionais envolvidos quanto as ferramentas estão se adaptando a esse novo cenário, é claro! 

Médica realizando o atendimento de paciente via telemedicina

Não podemos dizer que a telemedicina deve ser implantada a qualquer custo, e é por isso que os médicos e gestores de clínicas estão buscando um maior entendimento sobre o assunto, bem como suas metodologias. Sem falar nas ferramentas, que estão cada vez mais precisas graças aos avanços tecnológicos!

Economia de tempo com a telemedicina

Nos moldes tradicionais, os exames são requisitados, feitos e só depois disso há o retorno ao médico para que ele possa fazer a interpretação dos resultados, realizar o laudo e indicar os próximos passos. 

Porém, nesse meio tempo há o deslocamento para a consulta, trânsito, prazo de marcação de exame, espera para receber os resultados, prazo para a marcação da consulta de retorno, deslocamento até a consulta de retorno, tempo na sala de espera e por aí vai…

A telemedicina entra como uma solução para diversas dessas situações. Além de dispensar a necessidade da locomoção, que muitas vezes está diretamente ligada não só ao tempo do trajeto mas também aos congestionamentos, outro fator que vale ser mencionado é o indesejado tempo em sala de espera

Nesse sentido, uma vez que na telemedicina as consultas são feitas de maneira remota, médicos e pacientes não se atrasam, cumprindo a pontualidade das consultas, uma atrás da outra, evitando o efeito bola de neve que acontece quando um paciente atrasa, que atrasa o próximo, e o próximo…

Especialistas discutindo um diagnóstico através da telemedicina.

Além do mais, laudos na telemedicina podem ser emitidos em tempo recorde, até no mesmo dia em que os exames sejam realizados. Inclusive, se um diagnóstico estiver impreciso, especialistas podem se conectar para conversar, trocar opiniões e experiências, tudo de maneira muito prática e eficiente. 

Dados mais seguros para um acompanhamento de longa data

Sabe quando o paciente diz que já fez determinado exame, mas não sabe onde guardou? E quando ele sequer lembra onde foi feito, para assim pedir uma segunda via?

Esse é um problema comum à todos devido a grande quantidade de papéis, CD’s, folhas de radiografia e tantos outros materiais que acabam sendo acumulados ao longo dos anos pelos pacientes, fazendo com que vez ou outra percam algo importante.

Um dos maiores benefícios da telemedicina é o armazenamento das informações de maneira digital, uma vez que os prontuários ficam guardados em um banco de dados na internet por no mínimo 20 anos, segundo a legislação brasileira, evitando a perda das informações e até mesmo o desgaste dos materiais com o tempo.

Desse modo, há uma melhor perspectiva quanto à fidelização de pacientes, que podem ser acompanhados por anos ou até mesmo décadas, já que com a telemedicina todo o seu histórico estará registrado, possibilitando um atendimento mais assertivo, tendo em vista que o acesso a esses dados dará uma melhor perspectiva quanto ao desenvolvimento do paciente.

Além disso, há a economia de gastos com papéis, impressoras, cartuchos de tinta, folhas de radiografia e tudo mais que a logística médica tradicional exige, sem contar nos benefícios para a esfera da sustentabilidade!

E então, você está pronto para a nova era que está por vir?

A medicina é uma das atuações mais antigas que se tem registros, mas ainda assim está em constante evolução. Afinal, com o tempo, são descobertos novos tratamentos, medicamentos e, sobretudo, novas tecnologias que buscam caminhos mais eficientes para preservar vidas.

Enxergamos a telemedicina como uma metodologia que veio para transformar muito do que conhecemos até então, mas sabemos que nenhuma mudança brusca ocorre de um dia para o outro, ainda mais em uma área tão sensível e com pilares extremamente tradicionais. 

Entretanto, quando a tecnologia é empregada para o progresso, mesmo que a adaptação seja gradual, não há como fugir da transformação. Assim, uma vez que a telemedicina já se mostrou eficiente nos países em que primeiro foi implementada, com o resto do mundo não será diferente, cada país ao seu ritmo.

Daqui a alguns anos, a tendência é que a telemedicina já esteja tão inserida na nossa rotina que lembraremos desse conteúdo enquanto “ah, lembra daquele conteúdo que tivemos que fazer para apresentar a telemedicina? Quem diria, né?”.

Pois bem, nós diríamos! Aliás, estamos dizendo! Telemedicina é progresso, é tecnologia empregada para o avanço sem deixar de lado a qualidade e a atenção que cada paciente merece. 

A mudança, que já estava acontecendo a passos mais lentos, agora acontecerá em um ritmo nunca visto antes, uma vez que a pandemia acendeu todo o debate em torno da telemedicina e seus benefícios. Portanto, cabe a você decidir se vai aproveitar para sair à frente, ou se vai esperar que outros o façam.

Você, médico ou médica que chegou até aqui, caso queira mais informações sobre como começar a atuar com a telemedicina, converse conosco através do nosso chat do site ou WhatsApp

Nós, da Saúde Vianet, temos um time super disponível e capacitado para dialogar sobre o tema, e acredite: é muito mais simples do que você pode imaginar! 

Quem se interessou por esse artigo também leu:


prontuario-do-paciente

Prontuário do paciente pode ajudar na gestão do seu consultório médico.

O Prontuário do paciente é uma ferramenta bastante utilizada nos consultórios médicos. Sua função, como o próprio nome já diz, é guardar informações que devem estar à mão, prontas a qualquer momento. A ideia do prontuário médico é salvar o histórico médico do paciente em ordem cronológica, refletindo exatamente o curso do tratamento e indicando as possíveis causas da doença.

A resolução CFM 1638/ 2002 define o prontuário do paciente como “documento único constituído de um conjunto de informações, sinais e imagens registradas, geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada, de caráter legal, sigiloso e científico, que possibilita a comunicação entre membros da equipe multiprofissional e a continuidade da assistência prestada ao indivíduo“.

Veja como o prontuário eletrônico auxilia na segurança dos dados da sua clínica.

Mas além de constituir um verdadeiro dossiê, que tanto serve para a análise da evolução da doença, como para fins estatísticos, o prontuário do paciente pode trazer algumas vantagens para a gestão do seu consultório médico.

Diminuição de riscos para seus pacientes.

O prontuário do paciente auxilia na melhoria das recomendações de infecção hospitalar, corrigindo eventuais problemas e indicando a terapia mais adequada para o processo de infecção. Quando o prontuário médico é bem implementado, as informações são disponibilizadas automaticamente na tela do seu software de gestão, indicando pacientes suspeitos de infecção. Assim, o especialista pode interagir com o sistema, fazendo uma auditoria da prescrição e sugerindo ao médico assistente os medicamentos
mais adequados.

Diminuição de custos no seu consultório médico.

A organização de custos é importante para o aumento do faturamento da sua clínica, e o prontuário do paciente possibilita desde a redução do desperdício de medicamentos que seriam prescritos de forma redundante, até a diminuição do uso de materiais de escritório, como papel, impressão e pastas. Dessa forma, a implementação do prontuário do paciente no seu consultório médico reduz significativamente os custos da sua clínica por atendimento, aumentando seu lucro.

Veja como o prontuário do paciente pode ser usado como ferramenta competitiva.

Mais produtividade e trabalho conjunto com o prontuário do paciente.

Como o objetivo final do uso do prontuário eletrônico é a centralização das informações, os profissionais do seu consultório médico perdem menos tempo na busca de informações do paciente. Com o histórico de atendimento e todas as fichas clínicas reunidas em um só lugar, o atendimento passa a ser mais produtivo e a equipe tem mais facilidade em partilhar informações sobre os pacientes.

Redução de glosas.

Glosas são recusas no pagamento das cobranças de consultas efetuadas por convênios de saúde. A maior parte das glosas acontece por erros comuns na fase pré-analítica, no agendamento e atendimento ao paciente. Com o prontuário do paciente, as informações sobre os procedimentos cobertos (ou não) por um determinado plano de saúde são vistas de forma automática e em tempo real. A solicitação para exames, por exemplo, não fica parada na área de autorização e é possível saber todas as regras de coberturas dos convênios/planos e, assim, identificar qualquer possível desvio.

Veja o infográfico sobre faturamentos de convênios e entenda a importância do TISS para sua clínica.

 


 

 

Fonte: PRONTUÁRIO DO PACIENTE “tempo de guarda” Vanderlei Soares Moya


crm para clínica

CRM para clínica: quais são as vantagens?

Você sabe quais são as vantagens de um CRM para clínica? O marketing médico é um dos serviços que mais tem se destacado entre as agências de marketing digital nos últimos anos, e isso se deve à ampla competitividade que as clínicas particulares vem enfrentando junto aos seus concorrentes. A saúde particular passou a ter uma procura maior no Brasil desde que os serviços públicos de atendimento à saúde se tornaram mais escassos, ao mesmo tempo que os negócios das clínicas populares começaram a conquistar mais pacientes por serem alternativas acessíveis.

Para se garantir no mercado da saúde particular, a sua clínica deve ter o melhor atendimento entre os seus concorrentes. Na hora da escolha do paciente para agendar uma consulta, o que difere uma clínica da outra é a qualidade do atendimento ao cliente. Para ajudar a sua clínica nesse aspecto, o objetivo principal de um CRM para clínicas é atender melhor o paciente de forma que ele fique satisfeito com o serviço e retorne à sua clínica para outras consultas – e ainda indique os serviços dos seus profissionais aos seus conhecidos, muito bom para fidelizar o alto volume de pacientes que vêm via planos odontológicos e médicos de uma maneira geral.

Veja 5 dicas infalíveis para gerir sua clínica com foco nos seus pacientes.

Quais são as vantagens de ter um CRM na sua clínica?

As principais vantagens de um CRM para clínicas são:

  • A segmentação de pacientes por necessidades e especialidade.
  • A possibilidade de registrar o histórico de contatos com o paciente.
  • Fidelizar pacientes para que retornem à sua clínica.
  • Aumentar o faturamento da clínica, com o aumento dos atendimentos.
  • Automatização de processos e comunicação entre o médico e o paciente.

Se você ainda não conta com um CRM para clínica ao organizar os contatos dos seus pacientes, pode ser que você esteja perdendo a oportunidade de se relacionar melhor com os seus clientes, e isso significa que a sua clínica poderia estar faturando muito mais do que realmente está. Um CRM, que é a sigla em inglês para Gestão de Relacionamento com o Cliente é uma ferramenta muito usada por empresários que sabem da importância do contato com o cliente na hora de fechar um negócio.

Saiba como fidelizar seus pacientes com marketing de relacionamento.

Qual é a importância de um CRM para clínica?

A importância do CRM para clínicas é enorme, visto que todos os processos de um empreendimento da área da saúde são voltados para a satisfação e o bem estar dos pacientes. Garantir que o seu paciente esteja satisfeito com sua clínica durante o tempo do atendimento é o mínimo com que uma clínica deve se preocupar, mas se assegurar de que a experiência do paciente seja boa mesmo após o atendimento é a garantia de que aquela consulta resulte em um retorno, ou no melhor dos casos na indicação de outros pacientes.

Se você pudesse, por exemplo, atualizar os seus pacientes de uma determinada especialidade sobre as novidades da sua clínica a respeito dos tratamentos que oferece, ou se ainda mantivesse uma rotina de troca de mensagens com seu pacientes para avisá-los sobre a necessidade de um retorno, quantas consultas a mais sua clínica conseguiria no final do mês?

Entenda o que os médicos buscam em um software de gestão para clínicas.

Como ter uma CRM na sua clínica?

Quer saber o que é preciso para ter uma CRM para clínica? Cadastre-se para testar o Saúde Vianet e confira como nosso App de Marketing pode ajudar você a atingir resultados surpreendentes com seus pacientes.

Fonte: http://www.anpad.org.br/enanpad/2006/dwn/enanpad2006-adia-0782.pdf


O que é o TISS - e por que ele é indispensável para sua clínica?

Se você trabalha com saúde particular no Brasil, certamente já se questionou sobre o que é o TISS. Independente do significado da sigla, sabemos que o TISS está relacionado aos planos de saúde, e por isso o termo tem ficado cada vez mais popular.

Por causa da insatisfação de boa parte dos usuários do SUS no Brasil, as operadoras de serviços médico-assistenciais tem ganhado mercado, e a inovação do modelo de negócio das clínicas populares tem possibilitado maior acessibilidade à saúde particular. 

Veja no infográfico a seguir o que é o TISS – e por que ele é indispensável para a sua clínica:

o que é o TISS - e por que ele é indispensável para a sua clínica.
o que é o TISS – e por que ele é indispensável para a sua clínica.

Nova call to action


Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.

Apps de saúde: Não é atoa que eles são chamados de “pacientes”. Quando alguém entra no sistema de saúde hoje ele já sabe exatamente o que vai encontrar: Inúmeros exames, preços cada vez mais altos e uma espera sem fim. Nenhum método médico deixa de ter importância por conta da insatisfação dos pacientes, pois os procedimentos da saúde são complexos e todo o cuidado é pouco, mas a frustração está deixando os pacientes saturados.

A internet já permite que os pacientes encontrem e agendem consultas onde e quando for melhor para eles, no entanto, mudanças radicais exigem inovação – de provedores para pacientes e de médicos para dados. Essa mudança está acontecendo. Tecnologias como o smartphone permitem que as pessoas monitorem sua própria saúde.

As possibilidades se multiplicam quando você adiciona os ingredientes essenciais em falta – o acesso aos seus próprios registros médicos e a capacidade de compartilhar facilmente informações com aqueles de sua confiança. Isso permite reduzir as ineficiências em seu próprio tratamento e também fornecer dados para ajudar a treinar algoritmos médicos. Assim o paciente pode melhorar seus próprios cuidados e os de todos os outros também.

Os dados médicos podem não parecer o tipo de faísca para desencadear uma revolução. Mas o fluxo de informações provavelmente dará frutos de várias maneiras. Uma delas é um diagnóstico mais completo.

Veja o infográfico a seguir mostrando as inovações tecnológicas dos apps de saúde que permitem os próprios pacientes monitorarem seu tratamento.

Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.
Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.

Nova call to action


Marketing para clínicas no seu software de gestão

Se você quer entender mais sobre marketing para clínicas, precisa saber que a tecnología é a chave para o negócio. Junto com o avanço da tecnologia, os meios tradicionais de comunicações também mudaram. Os smathphones facilitaram o acesso à informação, e com isso, meios como anúncios em rádio, mala direta e folders já não são mais efetivos.

Veja dicas para gerir equipes e encantar seus pacientes.

Sendo assim, como atrair e aumentar o número de pacientes de sua clínica? A solução, é a adaptação do marketing para clínicas para a era digital. Através de um software de gestão, é possível aprimorar o marketing de saúde, e assim, aumentar o número de pacientes de sua clínica.

Veja como um software de gestão pode ajudar no marketing para clínicas.

1. Fidelização estratégica

Com um aplicativo de saúde, é possível pensar de maneira estratégica a fidelização dos pacientes. Um dos principais focos do marketing de relacionamento é a construção e fidelização dos clientes. Com isso, o aplicativo de saúde permite a interação com o paciente, através da criação de grupos específicos a partir de dados do sistema de gestão. A partir disso, é possível direcionar as estratégias do marketing para clínicas para os públicos específicos, fidelizando assim o paciente.

2. Direcionamento de Mensagens

Com a fidelização estratégica definida, é possível direcionar as mensagens, também de maneira estratégica. Ou seja, uma vez que os grupos de pacientes estão segmentados, o marketing para clínicas pode ser direcionado de maneira assertiva. Dessa forma, o paciente recebe apenas as mensagens que lhe são interessantes. Evitando assim, que o paciente se desinteresse pela clínica ou até mesmo que as mensagens tenham efeito oposto do esperado, como por exemplo acabar por afastar o paciente.

3. Aumento de Agendamentos

O aplicativo de saúde permite a automatização das mensagens, com isso, o paciente vai estar sempre por dentro das informações que são necessárias para prosseguir com o seu tratamento. Assim, ele não irá esquecer de marcar ou agendar uma consulta ou um exame. O que por fim, acaba por otimizar a sua clínica e evitar a evasão de clientes.

4. Estreitar a Comunicação com o Paciente

Como já citado, o marketing de relacionamento prevê a segmentação e fidelização dos clientes, nesse caso, os pacientes da clínica. Além das vantagens citadas nos itens anteriores, o uso de um app de saúde permite estreitar a comunicação com o paciente e se fazer presente em momentos específicos. Isso, atrelado ao envio automático de mensagens possibilita que a clínica se mantenha em contato com o paciente e inclusive, demonstrar o quão importante o paciente é. Seja por uma mensagem de Dia das Mães, ou uma campanha específica.

5. Integração com o Marketing

O app de saúde permite total integração com a área de marketing. Com isso, é possível manter as estratégias integradas ao aplicativo. Assim, você pode enviar mensagens ligadas ao marketing, agenda, prontuário ou até mesmo o financeiro. Com isso, o paciente fica informado de tudo o que acontece na clínica e das possíveis estratégias de marketing digital. Desta forma, o paciente se torna o foco do marketing para clínicas, baseado na construção e manutenção do relacionamento.

O aplicativo SaúdeVianet, oferece essas e outras funções a fim de auxiliar na gestão do marketing para clínicas. Faça um teste grátis com duração de 15 dias e teste você mesmo as facilidades que a tecnologia atrelada a saúde podem te proporcionar.

 


Agendamento online svianet

Auto Agendamento Online: o aliado forte das finanças da clínica

O Auto Agendamento Online é uma ferramenta que está sendo cada vez mais utilizada pelas clínicas, uma vez que ela consiste em disponibilizar um canal a mais para que os pacientes possam agendar seus atendimentos.

Nós já sabemos que, quanto mais canais de contato existem entre a clínica e o paciente, mais forte é esta relação. Por isso, é importante disponibilizar tantos canais de contato quanto forem possíveis de ser administrados com qualidade pela sua equipe.

Essa importância é ainda maior quando se trata de uma ferramenta cujo objetivo é aumentar o número de agendamentos.

E por que este tratamento especial quando se fala em aumentar os agendamentos?

RESULTADOS REAIS DO AGENDAMENTO FACILITADO

Simples: estudos realizados em resultados reais de dezenas de clínicas apontam um dado comum a todos os exemplos analisados: há uma relação direta entre o número de agendamentos e o faturamento mensal.

No exemplo abaixo, podemos ver o resultado de 1 ano de operação de uma das clínicas analisadas.

Perceba como os agendamentos atendidos (em laranja), ou seja, os que efetivamente geram receitas, acompanham o movimento do total de agendamentos realizados (em azul).

AgendamentosXatendimentos

O impacto direto no faturamento pode ser observado quando se relaciona o faturamento mensal (em laranja) ao número de agendamentos realizados (em azul).

Na vertical, os valores à esquerda representam o faturamento mensal e os da direita, o total de agendamentos).

AgendamentosXFaturamentoÉ necessário, portanto, eliminar ao máximo os obstáculos para que os agendamentos aconteçam.

E é exatamente aí que entra o Auto Agendamento Online: ele é uma ferramenta que limpa o caminho entre o paciente e a clínica no momento do agendamento pois:

  • Está disponível 24h por dia, independente do horário de funcionamento da clínica;
  • Não interrompe o trabalho da equipe de recepção para atender um telefonema de marcação de atendimento

Então, agora que já mostramos o quanto a sua clínica pode ganhar em termos de faturamento e produtividade, vamos entender melhor em que consiste esta ferramenta.

A ferramenta de Auto Agendamento Online é parte do Saúde Vianet e é acessada por um link específico.

>> Veja aqui como configurar a sua agenda online e obter o link de acesso a ela

Então, se você já usa o nosso Software, tudo o que você tem que fazer é colocar no seu site um botão com este link para que seus pacientes acessem a disponibilidade dos profissionais de Saúde da sua clínica/consultório e escolham a data do agendamento.

COMO FUNCIONA O AUTO AGENDAMENTO ONLINE SVIANET

Na tela de Auto Agendamento da sua clínica, o paciente tem a lista dos profissionais, os dias mais próximos com disponibilidade de horário ou qualquer outro dia à sua escolha.

Auto-agendamento online tela principal

Ao selecionar o dia, o paciente vê quais são os horários disponíveis e escolhe o que for mais conveniente.

Logo abaixo, no campo de observações, ele pode dar informações adicionais, informando, por exemplo, se é uma revisão ou consulta de primeira vez.

Auto-agendamento online - selecionar horário

 

Ao clicar em agendar, o paciente deve se identificar. Caso já seja cadastrado para usar o Auto Agendamento, basta que ele insira seu email ou CPF e a sua senha.

Se ainda não for cadastrado, basta clicar na aba “Não sou cadastrado” e preencher um curto formulário, como na imagem abaixo.

Auto-agendamento online cadastro paciente

 

Antes que ele confirme o cadastro, exibimos um resumo das informações do agendamento.

Auto-agendamento online resumo

 

Para confirmar o cadastro, enviamos um SMS com o código de confirmação para o celular cadastrado.

Auto-agendamento online confirmacao

 

Assim que ele inserir o código e confirmar, uma mensagem de sucesso do processo é exibida.

Auto-agendamento online tela sucesso

 

Pronto! Agora a solicitação de agendamento dele já estará visível na sua agenda. Ela aparece como um agendamento no status Marcado (cinza), porém com listras diagonais mais escuras, para que você possa identificar os agendamentos oriundos do auto agendamento online.

Então, é só clicar na notificação que aparece com o número de agendamentos online pendentes para confirmá-lo.

Auto-agendamento online solicitacao pendente

Com este recurso em ação, é só divulgar bastante este prático canal de agendamento para que seus pacientes usem este recurso com mais frequência.

Para esclarecer qualquer dúvida sobre como o nosso Auto Agendamento funciona, fique à vontade para entrar em contato.

Se ainda não usa o Saúde Vianet, teste grátis por 15 dias!

Software para clínicas populares: empresário revela qual o melhor


POSTS RELACIONADOS


Software para clínicas populares: empresário revela qual o melhor

Empresário revela os bastidores de uma clínica popular

Para tornar mais palpável tudo o que foi apresentado no e-book anterior, fizemos uma breve entrevista com o Empresário Paulo Campos.

Diretor da Clínica Facilita, sediada no coração financeiro de Salvador, a maior capital do Nordeste, nos passou uma visão bem completa do universo de Clínicas Populares.

Nesse rápido bate-papo, ele mostra como vislumbrou a oportunidade de mercado e como o uso de recursos tecnológicos tem sido essencial na difícil tarefa de manter o complexo negócio inteiratamente sob controle.

Ele não abre mão dessa estratégia para se manter competitivo no mercado, uma vez que a boa oportunidade atrai diversos competidores, tornando imprescindível a necessidade de estar sempre à frente.

Entrevista

Dentre tantas opções de negócio a se montar na área da saúde, por que uma clínica popular?

Na verdade, acho o termo “Clínica de Varejo” mais adequado, pois mostra que é uma clínica mais acessível às pessoas, independente de elas terem plano de saúde ou não. Este é, inclusive, o modelo mais visto nos Estados Unidos, por exemplo.

A ideia de montar a Clínica Facilita foi, justamente, pensando em tornar o acesso a saúde mais fácil, num cenário em que muitos estão perdendo seus planos de saúde ou são mal atendidos pela rede pública.

Desde o início do projeto, o nosso foco principal era de criar uma clínica que fosse mais fácil de as pessoas chegarem, mais fácil de marcar uma consulta e se consultarem. Tivemos a preocupação de ter um local com estacionamento, de ter ponto de ônibus perto, dentre outros detalhes.

Facilidade, ambiente confortável e qualidade de atendimento são valores que pretendemos replicar em todas as unidades futuras da Clínica Facilita.

Quais as principais dificuldades encontradas para montar uma equipe multidisciplinar?

Realmente, não é uma coisa simples montar uma equipe multidisciplinar, com diversos profissionais, de diferentes áreas da saúde. É papel do gestor da clínica captar estes profissionais no mercado e, para isso, ter um bom Diretor Técnico e uma estrutura adequada que passe segurança aos profissionais é fundamental.

Visto isso, o próximo passo é divulgar a clínica, mostrar que chegou no mercado local, o que acaba atraindo profissionais. Isso permite que se vá montando a equipe aos poucos, pois, às vezes você tem a procura pela especialidade, mas não tem o profissional; outras vezes, se tem o profissional de uma especialidade que não tem demanda.

Então, para encaixar esse processo, é preciso muita estratégia e muita visão do mercado local. Acredito que seja uma das maiores dificuldades para quem está montando uma clínica nova: encaixar a demanda de pacientes com a oferta de médicos.

Vimos a formação de grandes grupos neste segmento, como Dr. Consulta, e a pulverização local, ainda que regional, desse Modelo. Quais os principais desafios para uma eventual consolidação diante, por exemplo, da forte concorrência no segmento?

Em todo mercado tem concorrência. Se você tiver medo de concorrência, não abre negócio em nenhum lugar do mundo, em nenhum país, nem no Brasil, nem em Salvador, enfim…

Temos que estar prontos para abrir o nosso negócio e trabalhar prezando pela qualidade. Deve-se pensar sempre em atender o paciente da melhor maneira possível. É importante se lembrar, também, do paciente enquanto cliente. Ele deve pagar um preço justo pelo serviço prestado, para que retorne sempre. Assim, nós podemos crescer e expandir nosso negócio, seja através de franquias, seja através de novas unidades, etc.

Essa é a nossa visão aqui na Clínica Facilita: crescer com qualidade, de forma sustentável para nos consolidarmos no mercado aos poucos.
Não temos medo de concorrência, pois isso faz parte de qualquer mercado aberto e acredito que esse formato de negócio tenda a se consolidar nesse mercado de clínicas. Pretendemos e esperamos,ser um dos players desse novo mercado.

Então, vocês estão abertos a franquear?

Sim, temos interesse em franquear. Estamos nos estruturando para que isso já possa ocorrer a partir do segundo semestre de 2017. Já há empresários interessados em conversar a respeito. Porém, só teremos mais detalhes do processo a partir do próximo semestre, quando já estivermos mais estruturados, uma vez que um negócio de clínicas é muito complexo e os procedimentos tem que estar muito amarrados.

Qual a importância do Marketing na estrutura de custos para iniciar e manter rodando um negócio desse tipo?

Um bom planejamento de Marketing é fundamental para o início de qualquer negócio, independente do segmento. Na área de Saúde não é diferente. Por muitos anos, talvez a questão do Marketing na área de Saúde tenha sido um pouco negligenciada por conta dos planos de saúde, que eram a grande fonte de clientes para uma clínica recém criada. Hoje em dia, já não é mais assim. Por isso, é imprescindível ter um bom plano de Marketing, criar uma boa marca ou ter uma boa marca por trás, como por exemplo, a da Clínica Facilita.

Essa marca que nós temos demandou um custo alto e muito trabalho para ser denvolvida. As pessoas não tem noção do quanto é trabalhoso criar uma marca consistente, colocá-la no mercado e fazer com que as pessoas conheçam e tenham contato com ela. Então, o Plano de Marketing é fundamental, desde a contratação de uma agência de publicidade para a criação da marca, a escolha das mídias que você vai utilizar para divulgar, o investimento que você vai fazer em cada mídia, porque o retorno de cada mídia é diferente…

No início você não tem escala, então usar mídias mais pulverizadas como rádio ou TV acaba não trazendo o volume necessário versus o que se investiu. É preciso ser uma coisa muito bem pensada, e que às vezes o empreendedor na área de saúde, principalmente quando não tem experiência no segmento de varejo, acaba tendo dificuldade ou investindo muito e não tendo retorno, ou mesmo investindo aquém do necessário para fazer com que o negócio tenha o movimento necessário para girar sozinho.

O que foi determinante na escolha do software para o grupo?

Nós pesquisamos muito e vimos os diversos Softwares do mercado. Avaliamos diversos fornecedores na Bahia e em São Paulo, e optamos pelo Saúde Vianet porque, na minha visão, ele é o Software que melhor atende ao nosso estilo de marcação, tem o aspecto visual mais confortável, mais facilidade na importação de dados, facilidade de manuseio por parte da equipe e, sem dúvida, o maior potencial de desenvolvimento tecnológico.

Existiam softwares mais antigos no mercado e mais caros. Mas optamos por aquele que entendemos como parceiro, capaz de crescer junto conosco, agregando cada vez mais novas opções e funcionalidades no software de acordo com a nossa necessidade – e é o que vem acontecendo nesses 6 meses de operação, o software vem evoluindo juntamente com a clínica.

Como você cuida da comunicação com os seus pacientes?

Nós temos uma agência de publicidade que cuida da nossa comunicação e cria nossas peças – tanto as que rodam em nossas TV´s internas, quanto as que vão para o mercado. Obviamente, tudo ocorre com meu acompanhamento, que sou o gestor e, por isso, é meu papel pensar na estratégia, junto com a agência, para podermos comunicar ao mercado.

Também utilizamos o telemarketing, utilizando a base de pacientes que fomos criando ao longo da evolução do negócio, SMS e emails, que são ferramentas que já estão disponíveis no Saúde Vianet.

Uma clínica popular tem um fluxo de pacientes muito alto. Como a sua recepção consegue organizar o alto fluxo de agendamentos e ainda dar conta do atendimento aos pacientes?

Esse é um ponto, de novo, importantíssimo não só para clínicas, mas para qualquer negócio: sem controle não há gestão, e se você não faz a gestão do seu negócio, naturalmente, você não vai ter sucesso. Uma coisa deriva da outra.

Você precisa controlar custos, as receitas, a curva de quais médicos estão produzindo mais, quais especialidades são mais procuradas, quais são as maiores despesas da sua clínica, de onde vem o seu cliente, qual o perfil do seu cliente, etc.

Isto é, um somatório de informações que, se não forem tratadas pelo gestor, as chances de se obter sucesso em qualquer negócio – não só em clínicas – é muito pequena.

E o mundo está cada vez mais complexo, você precisa ter indicadores sempre à sua mão, de forma fácil, de visão simples, para você poder monitorar o seu negócio, orientar a sua equipe e conquistar cada vez mais clientes.

Como você faz para organizar as informações dos pacientes? E os documentos produzidos nas consultas?

Minha organização é pautada numa geração mínima de papel.Os laudos e as receitas são levados pelo paciente. Já as solicitações de exames, nós as guardamos por alguns meses, muito mais para efeito de arquivo e controle dos pacientes, o que gera muito pouco documento físico.
No entanto, guardamos uma versão impressa de alguns poucos relatórios do negócio, como por exemplo, de faturamento e despesas. Conduzimos dessa forma porque não faz sentido acumular papel, em pleno século XXI, a menos que seja realmente necessário.

Para dar conta de tudo, é necessário muita organização. Como otimizar a gestão de tantas informações, mantendo uma equipe o mais enxuta possível sem perder a qualidade e a confiabilidade das informações?

Isso varia muito com a experiência do gestor. Você tem que manter a sua equipe organizada, manter seus controles em dia, ter os procedimentos operacionais corretos, afinal, estamos falando de clínica, de saúde das pessoas.

Para a equipe de recepção conseguir dar conta da quantidade de movimento da clínica, atendimento telefônico, conferência de agendamento online, recepção na porta, suporte aos médicos que podem precisar de alguma coisa, etc., é, realmente, muita coisa ao mesmo tempo. Para mim, o mais importante é padronização do atendimento e, treinamento da equipe.

Se você não tiver um treinamento padrão para a sua equipe, se você não orientar como o atendimento deve ser feito as coisas se embolam, a equipe não prioriza o que deve ser feito e acaba que o paciente sente isso durante a confusão que vira a recepção com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo.

Então, o Software vem muito para ajudar: uma vez que ele é fácil de ler e fácil de mexer, acaba economizando tempo da equipe para que ela possa se dedicar melhor ao atendimento ao público.

Se você perde muito tempo com o software, acaba não tendo tempo para se dedicar ao que é mais precioso para o seu negócio: o seu cliente.


POSTS RELACIONADOS