Entenda como o LGPD é importante!

Quando o assunto é segurança de dados, estar totalmente imune a ataques e vazamento de dados  é quase impossível, já que por mais que se tome todos os cuidados, torna-se inegável que precisamos ceder nossos dados praticamente para qualquer coisa que quisermos fazer. Para a nossa proteção, felizmente, existe a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que combinada com ações preventivas, pode se tornar nossa principal aliada.

Você sabe o que essa LGPD significa na prática?

A LGPD está em vigor desde setembro de 2020, colocando a lei a favor da proteção dos dados pessoais e garantindo que empresas respeitem suas determinações sob pena de multas altas. 

Do lado do consumidor ou da pessoa física, a lei estabelece que é preciso o consentimento do titular das informações antes que elas sejam usadas por alguma organização — podendo ele questionar pontos como onde os dados foram encontrados, quem os forneceu, para qual finalidade ele foi adquirido, etc.

A importância de investir em Segurança de Dados dos seus pacientes

É de suma importância nos dias atuais investir em um armazenamento seguro dos dados do seu consultório e dos seus pacientes e além de investir em tecnologias eficientes, você também pode seguir algumas boas práticas.

Um consultório que não adota medidas de segurança eficientes pode, mesmo sem a intenção, permitir que profissionais não autorizados como recepcionistas acessem dados sigilosos, como aqueles presentes nos prontuários dos pacientes. 

Partindo da ideia de que alguém não autorizado acesse esses dados sem o consentimento de um paciente que não autoriza que suas informações sejam visualizadas por outros profissionais além do seu médico, o que configura quebra de sigilo, ele pode acionar órgãos regularizadores para realizar algum processo contra o consultório. 

Por este motivo, é muito importante garantir que as informações estejam bem protegidas e isso é um diferencial que todo profissional pode alcançar de maneira prática. Veja a seguir como atingir esse objetivo em um passo a passo. 

  • Use documentos com criptografia 

Uma das coisas mais importantes é focar em usar documentos e softwares que  tenham criptografia, pois esse é um mecanismo utilizado para tornar informações ilegíveis para aquelas pessoas que não possuem autorização para acessá-las. Essa prática é essencial para a segurança de documentos digitais, como mensagens e prontuários eletrônicos. 

Os documentos sem criptografias, como Google Docs, Word, Google Sheets, Excel e até mesmo os materiais físicos, apesar de serem práticos no dia a dia, não são seguros o suficiente para os seus pacientes e seu consultório. Esses documentos são facilmente acessados e lidos por qualquer pessoa. Sem contar que as chances de vazamento de dados são imensamente maiores do que documentos criptografados. 

Por isso, lembre-se de certificar que os documentos usados para armazenar informações sensíveis possuem uma criptografia de excelência, como a SSL 256 bits, utilizada por sistemas bancários e alguns sistemas médicos. 

  • É importante seguir as normas de segurança de dados do CFM e da Lei Geral de Proteção de Dados

Órgãos regularizadores, como o Conselho Federal de Medicina, e leis, como a LGPD, visam determinar exigências que irão trazer segurança tanto para os profissionais de saúde, quanto para os pacientes. 

A Lei Geral de Proteção de Dados, por exemplo, possui normas que devem ser seguidas se você deseja implementar uma ótima segurança no seu consultório. Confira as principais exigências da LPGD:

  • Nomeie responsáveis pela proteção de dados do seu consultório
  • Colete consentimento dos seus pacientes em relação à como os dados são armazenados e com quem eles são compartilhados
  • Treine seus colaboradores para que todos sigam as principais normas da LPGD
  • Assuma e corrija erros de segurança com agilidade e rapidez
  • Seja transparente em todos os momentos
  • Acesse a lei da LGPD na íntegra aqui.
  • Informações sigilosas só devem ser compartilhadas em meios seguros

Muitas vezes nós nos comunicamos por meios que não são seguros e acabamos compartilhando informações extremamente sensíveis. Muitos profissionais de saúde utilizam canais de comunicação como WhatsApp, Telegram, e-mail e Messenger para se comunicar com seus pacientes. 

Tirar dúvidas e criar relacionamento digital por esses canais é uma ótima prática para aspectos como fidelização de pacientes, mas é fundamental que nenhum dado sigiloso seja compartilhado nesses meios. 

Informações como dados de cartões, logins e senhas, não devem ser compartilhados. Se por algum motivo você precisa comunicar essas informações, faça por ligação ou por meio de plataformas seguras como softwares em nuvens. 

  • Armazene suas informações na nuvem

O armazenamento na nuvem permite que seus dados sejam guardados na internet por meio de um servidor online, que você pode acessar quando quiser e de onde quiser. Exemplos práticos de armazenamento na nuvem são o Google Drive e a Netflix. Todos os filmes e séries da Netflix não estão instalados na sua TV ou celular, correto? Eles estão na nuvem!

Além de ser um armazenamento mais prático, ele também é extremamente seguro. Mesmo que algo aconteça com seu dispositivo, seus dados não serão afetados, justamente porque não dependem exclusivamente dele para serem acessados – basta utilizar outro aparelho eletrônico. 

Por isso, se o seu objetivo é adquirir uma boa segurança dos seus dados e dos seus pacientes, você irá optar por sistemas na nuvem, e não sistemas instalados no seu computador. 

  • Prefira sistemas exclusivos para a área da saúde

Como abordamos o tópico de sistemas, é importante enfatizar que optar por sistemas desenvolvidos exclusivamente para profissionais de saúde é a escolha ideal, pensando em aspectos como segurança e demandas do seu dia a dia. 

Os softwares médicos de qualidade, além de serem personalizados para a área da saúde, também contam com desenvolvedores especialistas em segurança médica. 

Para garantir que você faça uma boa escolha, caso decida optar por um software, reflita sobre as seguintes questões:

  • Eu quero acessar meus dados mesmo fora do consultório?
  • Gostaria de garantir uma segurança de excelência para meus pacientes?
  • Um prontuário eletrônico personalizado para o meu atendimento facilitaria minha rotina?
  • Preciso de mais controle das minhas finanças?
  • Uma centralização de dados tornaria meus relatórios e diagnósticos mais completos?
  • Senhas únicas e fortes

Provavelmente você já recebeu algum aviso para cadastrar uma senha com mais de 6 caracteres ou incluir letras e números. A prática de criar senhas únicas e fortes é enfatizada a todo momento pelos próprios sites durante o cadastramento de senhas. 

A verdade é que se você usar a mesma senha para tudo: cartão, Facebook, software médico e Instagram, caso alguém descubra a senha de pelo menos um deles, todos esses meios poderão ser invadidos. 

Por isso, crie senhas diferenciadas, com letras maiúsculas e minúsculas, números: seja o mais diverso possível. Dessa forma, você aumenta sua segurança de forma rápida. 

Alguns especialistas em segurança também recomendam que você troque a senha periodicamente, a cada semestre, por exemplo. Mas essa é uma medida de segurança mais difícil de ser adotada, por conta da dificuldade em lembrar qual senha está sendo usada em cada meio. 

  • Apagar o histórico dos seus dispositivos eletrônicos

Por último, limpar o histórico dos seus dispositivos, principalmente se você irá emprestá-los para alguém. Além disso, lembre-se de apagar o histórico ao utilizar que outros profissionais possuem acesso. Por isso, antes de sair, lembre-se de limpar todo o histórico, inclusive informações como senhas. 

Mesmo quando o dispositivo é exclusivo para o seu uso pessoal, caso ocorra alguma situação como um furto, seus dados sensíveis não serão acessados facilmente. Viu como você pode garantir a segurança de dados do seu consultório e dos seus pacientes com alguns passos práticos? 

Conheça mais do Saúde Vianet.

Baixe agora nosso aplicativo (Disponível para Android e IOS).

 

Saiba mais:

Saiba quais são os benefícios de utilizar um software de gestão médica.

Como fidelizar pacientes: 6 estratégias simples e importantes para o seu negócio.

Conheça quais são os benefícios de usar o Marketing Médico.