Evitar desperdício nas clínicas deve ser uma meta sempre em mente ao se desenhar um bom planejamento de despesas, para que os administradores não sejam surpreendidos negativamente. Por isso, manter uma clínica com grande produtividade e bom faturamento é desafio para todo empreendedor da Saúde.

A economia em saúde é um aliado para trazer benefícios e aumentar a rentabilidade da empresa, e visa analisá-la sob a ótica empresarial, buscando gerar resultados positivos. Evitar desperdícios de recursos nas clínicas, por exemplo, é sinônimo de uma gestão bem feita, o que permitirá um atendimento de melhor qualidade.

Porém, é comum associar a ótica da economia em saúde à ideia de que vidas estão sendo limitadas a números.

Para desmistificar esse pensamento, veremos que, com o suporte tecnológico, os profissionais de saúde têm mais tempo para se dedicar à sua principal função, o cuidado com o paciente.

Como evitar desperdício nas clínicas

Olho vivo, essa é a resposta. Com o módulo financeiro do Software de Gestão para Clínicas e Consultórios é possível fazer uma boa gestão, de forma prática, sem que o empreendedor precise necessariamente ter um conhecimento profundo sobre administração.

Basta que se eleja uma pessoa para registrar o controle financeiro, como um sócio ou uma secretária bem preparada,  e que mantenha o sistema sempre atualizado, para ter um panorama concreto do andamento de seu empreendimento.

Este  módulo inclui as despesas variáveis, que funciona como o termômetro da clínica, ou seja, se houve gastos além do previsto, deduz-se que a receita deverá ter sido superior para suprir esta defasagem. Se ocorreu um gasto não previsto, deve-se ter metas para que a empresa se recupere. As despesas variáveis nada mais são do que o controle de estoque de material da clínica, como por exemplo, a compra de equipamentos, materiais gráficos, de consumo, entre outros.

Como reduzir os gastos nas clínicas mantendo a qualidade e o atendimento humanizado

Assim como qualquer outro empreendimento, é possível reduzir os gastos de forma a promover a otimização de recursos e o aumento da produtividade em uma clínica. Alguns fatores facilitam esse processo, como por exemplo, a capacitação de profissionais e a integração da equipe.

Capacitar os profissionais de saúde sob uma ótica gerencial reduz significativamente o desperdício de recursos entre outros insumos que oneram a gestão em saúde, e permite que eles se sintam mais preparados para o dia-a-dia de atendimentos.

O profissional responsável pelo controle de estoque deve ter o conhecimento do material adquirido, e de sua qualidade. Também deve estar preparado para realizar boas compras, sempre atento às oscilações de mercado, para não comprar produtos por um valor superior ao que ele vale, e à necessidade de aquisição naquele momento.

Outras observações que devem ser feitas são quanto à disponibilidade dos recursos financeiros para a aquisição, e a forma de efetuar os pagamentos, se à vista ou parcelado, para não trazer desvantagens para o fluxo de caixa.

O controle de estoque também é um importante aliado para avaliar a quantidade e a validade deste material. Outra maneira para evitar o desperdício é nomear um responsável que verifique, periodicamente, se esse estoque está de acordo com a situação real do estabelecimento.

Com um pouco de organização e o planejamento em dia, que são peças fundamentais para ter uma gestão eficiente e evitar desperdício de recursos – e, consequentemente, de gastos desnecessários – é possível manter o padrão e diminuir os custos da clínica sem prejudicar os pacientes.

Ficou com alguma dúvida sobre evitar desperdícios no consultório? Comente aqui e compartilhe conosco suas experiências e questionamentos!

Aproveite e conheça como o Saúde Vianet pode ajudar a organizar o financeiro e todas as outras áreas da sua clínica.

Infográfico Grátis datas comemorativas Saúde Vianet


POSTS RELACIONADOS