Quais as vantagens do Inbound Marketing para a sua clínica?

O mercado de saúde brasileiro é visto como um dos mais promissores e acirrados do mundo. Dados da Federação dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde, Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas e Demais Estabelecimentos do Serviços de Saúde do Estado de São Paulo (FEHOESP) apontam um crescimento de 5,1% do setor em dezembro de 2017, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Por conta disso, é fundamental que quem pretende empreender no setor invista em estratégias de divulgação para o seu estabelecimento, como o inbound marketing.

Quer aprender mais sobre essa técnica e as vantagens que ela proporciona aos negócios do setor de saúde? Então continue lendo e confira alguns desses benefícios:

1 – Maior possibilidade de segmentação

Boa parte dos profissionais da área da saúde trabalham com especialidades e subespecialidades. Um bom exemplo disso é a medicina, que é formada por campos como:

  • Cardiologia;
  • Ginecologia e obstetrícia;
  • Oftalmologia;
  • Ortopedia.

Por conta disso, de nada adianta o paciente se consultar com um especialista, sendo que o seu problema deveria ser tratado por outro.

Para evitar que isso aconteça, recomenda-se investir no marketing digital. Como ele permite um alto grau de segmentação, o profissional receberá apenas pacientes que realmente poderá tratar. É algo muito mais eficiente do que simplesmente colocar um porta folder acrílico na recepção do consultório detalhando a especialidade dos profissionais que ali atendem.

Da mesma maneira, caso o profissional tenha alguma subespecialidade, ele poderá atrair apenas quem está interessado naquele nicho. Assim, mesmo que o mercado em potencial seja menor, a taxa de conversão será maior.

Por exemplo: caso um nutricionista seja especializado em orientar pacientes que passaram por cirurgia de redução de estômago, não faz sentido que ele seja procurado pela família de um indivíduo que tenha uma alimentação enteral por conta de outro problema de saúde.

2 – Consolidação como referência no ramo

Assim como em qualquer outro estabelecimento, consultórios de médicos, nutricionistas, psicólogos e quaisquer outros especialistas da área da saúde devem ter uma aparência profissional.

Na prática, isso significa que costuma-se adotar medidas, como a contratação de uma empresa de manutenção predial, de modo a manter o espaço em bom estado. Por mais superficial que isso pareça, tal prática ajuda o estabelecimento a se consolidar no mercado.

Além disso, o uso do inbound marketing também pode ser útil. O motivo por trás disso é o fato de que ele é baseado na publicação de conteúdo, tanto em redes sociais quanto em blogs.

Por conta disso, trata-se de uma excelente oportunidade para se consolidar como especialista no seu ramo. Um nutricionista com um blog repleto de dicas de nutrição com embasamento científico, por exemplo, tende a ser visto com muito mais credibilidade do que aquele que não adota tal prática.

3 – Respeito ao Código de Ética Médica

Existem muitas técnicas que os profissionais da medicina podem usar para divulgar seu trabalho, desde o uso da letra caixa na fachada do consultório até anúncios em rádio e televisão. O problema é que, em alguns casos, a estratégia usada pode ferir o Código de Ética Médica: é vedado, por exemplo, prometer a cura, assim como divulgar técnicas que não sejam aprovadas pelos órgãos competentes.

Já no caso do inbound marketing, as chances de que as regras sejam infringidas são muito menores. Por exemplo: o código afirma que nada impede que o profissional use a mídia para informar a população a respeito de determinado problema de saúde. Como um blog corporativo faz exatamente esse trabalho, a divulgação não se torna antiética.

4 – Acompanhamento da jornada do paciente

Além da produção de conteúdo, há outro item tido como fundamental em qualquer estratégia de inbound marketing: a automação. Na prática, isso significa que os profissionais da área usam softwares para automatizar tarefas, como o envio de e-mails e a gestão da base de dados. Isso vale para todos os segmentos, desde um consultório médico até uma empresa que vende piso tátil PVC.

Além disso, tais plataformas também permitem que o responsável faça um acompanhamento em tempo real da trajetória do paciente, ou seja, dos posts de blog que ele leu e das páginas que visitou. Consequentemente, caso o paciente entre em contato para marcar uma consulta, a abordagem poderá ser muito mais eficiente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


gestao-independente

Como ter uma gestão eficiente da sua clínica?

A gestão de uma clínica é uma tarefa que depende de vários processos, e essa função demanda uma grande responsabilidade da parte dos gestores. A preocupação em evitar erros, diminuir desperdícios, não oferecer riscos aos pacientes e ainda garantir que os profissionais que trabalham com você não fiquem sobrecarregados toma grande parte da agenda do gestor de uma clínica.

A dedicação à esses pontos pode garantir o aprimoramento dos processos da sua clínica. Entretanto, quando não há um bom planejamento, ou quando o gestor não conta com uma visão geral do funcionamento da clínica o trabalho de gestão se torna improdutivo.

Para te ajudar a solucionar problemas de produtividade, nós do Saúde Vianet preparamos algumas dicas de gestão eficiente da sua clínica, do agendamento até o final da experiência do seu paciente – que no melhor dos casos, significa a fidelização.

Veja a seguir as dicas de como ter uma gestão eficiente da sua clínica:

1 – Garanta a facilidade na hora do agendamento com o Auto agendamento online.

Um bom atendimento começa na facilidade do agendamento. Com o auto agendamento online do Saúde Vianet você agiliza o agendamento das suas consultas e oferece mais comodidade aos seus pacientes.

Esse recurso permite disponibilizar um link com acesso a agenda dos profissionais da sua clínica. Os agendamentos solicitados pelos pacientes ficam sujeitos à aprovação antes de ocuparem um horário na agenda, garantindo o controle total do processo.

2 – Confirme consultas com antecedência.

Pacientes faltantes podem prejudicar o andamento das consultas. Por isso, procure sempre confirmá-las com um ou dois dias de antecedência, por meio de lembretes via WhatsApp, SMS ou por ligação telefônica.

Esta ação ajuda a diminuir as faltas por esquecimento e a organizar outros pacientes que podem vir a ser atendidos para preencher a lacuna dos ausentes.

3 – Unifique compromissos entre os profissionais da sua clínica.

Um grande erro que pode ocorrer em clínicas médicas é cada profissional cuidar da sua própria agenda, sem ter noção do andamento dos compromissos de seus colegas. Essa atitude pode fazer com que haja uma perda de controle, sobrecarga de profissionais e subutilização de outros, gerando a perda de controle e dificuldades em gerenciar a agenda de pacientes.

Para evitar esta situação, é preciso que todas as agendas sejam unificadas, possibilitando um melhor controle e distribuição das consultas.

4 – Diminua os riscos para seus pacientes.

Quando se fala em gestão eficiente da sua clínica, a prioridade sempre deve ser o paciente. A gestão da informação dos dados dos seus pacientes é importante para garantir tanto sua privacidade quanto a adequação dos procedimentos de seu tratamento.

Nesse caso, o prontuário do paciente auxilia na melhoria das recomendações de infecção hospitalar, corrigindo eventuais problemas e indicando a terapia mais adequada para seu tratamento.

5 – Diminua os custos do seu consultório médico.

A organização de custos é importante para o aumento do faturamento da sua clínica, e o prontuário do paciente possibilita desde a redução do desperdício de medicamentos que seriam prescritos de forma redundante, até a diminuição do uso de materiais de escritório, como papel, impressão e pastas.

Dessa forma, a implementação do prontuário do paciente no seu consultório médico reduz significativamente os custos da sua clínica por atendimento, aumentando seu lucro.

6 – Evite glosas e problemas de cobrança.

Glosas são recusas no pagamento das cobranças de consultas efetuadas por convênios de saúde. A maior parte das glosas acontece por erros comuns na fase pré-analítica, no agendamento e atendimento ao paciente.

Com o prontuário do paciente, as informações sobre os procedimentos cobertos (ou não) por um determinado plano de saúde são vistas de forma automática e em tempo real. A solicitação para exames, por exemplo, não fica parada na área de autorização e é possível saber todas as regras de coberturas dos convênios/planos e, assim, identificar qualquer possível desvio.

7 – Tenha um bom CRM para sua clínica.

A importância do CRM para clínicas é enorme, visto que todos os processos de um empreendimento da área da saúde são voltados para a satisfação e o bem estar dos pacientes.

Garantir que o seu paciente esteja satisfeito com sua clínica durante o tempo do atendimento é o mínimo com que uma clínica deve se preocupar, mas se assegurar de que a experiência do paciente seja boa mesmo após o atendimento é a garantia de que aquela consulta resulte em um retorno, ou no melhor dos casos na indicação de outros pacientes.

8 – Saiba como emitir nota fiscal eletrônica na sua clínica.

Com o módulo financeiro do Saúde Vianet você pode gerar boletos para os seus pacientes a baixo custo e acompanhar seus respectivos status de pagamento dentro da própria plataforma.

O Super Boleto Saúde Vianet aplica um valor fixo por boleto, cobrado apenas quando o pagamento é realizado pelo seu paciente. Basta configurar o sistema para gerar seus boletos de maneira fácil e prática, minimizando a necessidade de diversos sistemas para gerenciar suas informações financeiras.

9 – Acompanhe os relatórios financeiros da sua clínica.

Boa parte dos profissionais de todas as áreas tem como principal fator de sucesso o retorno financeiro. Certamente o lucro é algo positivo no cenário de toda empresa, porém não é só ele que deve ser medido.

Por meio de um software é simples gerenciar despesas e receitas da sua clínica, dando uma visão clara sobre onde a maior parte dos recursos é consumida e o que pode ser reavaliado dentro de um cenário de economia, por exemplo.

10 – Conte com um sistema de gestão de atendimento.

Não adianta ter todas essas funcionalidades que citamos acima se você não tem uma boa gestão de atendimento ao cliente.

Sabemos que muitas vezes o médico também é o responsável por atender, agendar e confirmar as consultas dos seus pacientes, ou então, possui uma secretária fixa para essa função, o que muitas vezes gera um alto custo e o atendimento nem sempre fica personalizado para atender seus pacientes.

E vale lembrar, que mesmo que você seja um ótimo profissional, se o seu cliente não for bem recepcionado no seu primeiro contato, ele pode desistir da consulta antes mesmo de te conhecer. Com isso, o impacto financeiro em sua clínica pode ser grande.

Por isso, prezar sempre por um bom atendimento, desde a marcação se uma consulta, é fundamental para o sucesso e diferencial da sua clínica.

E para quem deseja reduzir custos e ainda ter um atendimento personalizado e realizado por especialista, pode contar com o serviço de secretária virtual.

Alguns clientes do Saúde Vianet estão tendo sucesso nas marcações e acompanhamento de suas consultas graças aos serviços da JobHome.

A JobHome traz para o mercado de Call Center o melhor conceito de Home Office, com profissionais qualificados que aliados a tecnologia, produzem muito mais e muito mais motivados. Aumentando assim, a qualidade do seu atendimento e a satisfação de seus clientes!

 

Serviço de secretária virtual da Job home


prontuario-do-paciente

Prontuário do paciente pode ajudar na gestão do seu consultório médico.

O Prontuário do paciente é uma ferramenta bastante utilizada nos consultórios médicos. Sua função, como o próprio nome já diz, é guardar informações que devem estar à mão, prontas a qualquer momento. A ideia do prontuário médico é salvar o histórico médico do paciente em ordem cronológica, refletindo exatamente o curso do tratamento e indicando as possíveis causas da doença.

A resolução CFM 1638/ 2002 define o prontuário do paciente como “documento único constituído de um conjunto de informações, sinais e imagens registradas, geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada, de caráter legal, sigiloso e científico, que possibilita a comunicação entre membros da equipe multiprofissional e a continuidade da assistência prestada ao indivíduo“.

Veja como o prontuário eletrônico auxilia na segurança dos dados da sua clínica.

Mas além de constituir um verdadeiro dossiê, que tanto serve para a análise da evolução da doença, como para fins estatísticos, o prontuário do paciente pode trazer algumas vantagens para a gestão do seu consultório médico.

Diminuição de riscos para seus pacientes.

O prontuário do paciente auxilia na melhoria das recomendações de infecção hospitalar, corrigindo eventuais problemas e indicando a terapia mais adequada para o processo de infecção. Quando o prontuário médico é bem implementado, as informações são disponibilizadas automaticamente na tela do seu software de gestão, indicando pacientes suspeitos de infecção. Assim, o especialista pode interagir com o sistema, fazendo uma auditoria da prescrição e sugerindo ao médico assistente os medicamentos
mais adequados.

Diminuição de custos no seu consultório médico.

A organização de custos é importante para o aumento do faturamento da sua clínica, e o prontuário do paciente possibilita desde a redução do desperdício de medicamentos que seriam prescritos de forma redundante, até a diminuição do uso de materiais de escritório, como papel, impressão e pastas. Dessa forma, a implementação do prontuário do paciente no seu consultório médico reduz significativamente os custos da sua clínica por atendimento, aumentando seu lucro.

Veja como o prontuário do paciente pode ser usado como ferramenta competitiva.

Mais produtividade e trabalho conjunto com o prontuário do paciente.

Como o objetivo final do uso do prontuário eletrônico é a centralização das informações, os profissionais do seu consultório médico perdem menos tempo na busca de informações do paciente. Com o histórico de atendimento e todas as fichas clínicas reunidas em um só lugar, o atendimento passa a ser mais produtivo e a equipe tem mais facilidade em partilhar informações sobre os pacientes.

Redução de glosas.

Glosas são recusas no pagamento das cobranças de consultas efetuadas por convênios de saúde. A maior parte das glosas acontece por erros comuns na fase pré-analítica, no agendamento e atendimento ao paciente. Com o prontuário do paciente, as informações sobre os procedimentos cobertos (ou não) por um determinado plano de saúde são vistas de forma automática e em tempo real. A solicitação para exames, por exemplo, não fica parada na área de autorização e é possível saber todas as regras de coberturas dos convênios/planos e, assim, identificar qualquer possível desvio.

Veja o infográfico sobre faturamentos de convênios e entenda a importância do TISS para sua clínica.

 


 

 

Fonte: PRONTUÁRIO DO PACIENTE “tempo de guarda” Vanderlei Soares Moya


crm para clínica

CRM para clínica: quais são as vantagens?

Você sabe quais são as vantagens de um CRM para clínica? O marketing médico é um dos serviços que mais tem se destacado entre as agências de marketing digital nos últimos anos, e isso se deve à ampla competitividade que as clínicas particulares vem enfrentando junto aos seus concorrentes. A saúde particular passou a ter uma procura maior no Brasil desde que os serviços públicos de atendimento à saúde se tornaram mais escassos, ao mesmo tempo que os negócios das clínicas populares começaram a conquistar mais pacientes por serem alternativas acessíveis.

Para se garantir no mercado da saúde particular, a sua clínica deve ter o melhor atendimento entre os seus concorrentes. Na hora da escolha do paciente para agendar uma consulta, o que difere uma clínica da outra é a qualidade do atendimento ao cliente. Para ajudar a sua clínica nesse aspecto, o objetivo principal de um CRM para clínicas é atender melhor o paciente de forma que ele fique satisfeito com o serviço e retorne à sua clínica para outras consultas – e ainda indique os serviços dos seus profissionais aos seus conhecidos.

Veja 5 dicas infalíveis para gerir sua clínica com foco nos seus pacientes.

Quais são as vantagens de ter um CRM na sua clínica?

As principais vantagens de um CRM para clínicas são:

  • A segmentação de pacientes por necessidades e especialidade.
  • A possibilidade de registrar o histórico de contatos com o paciente.
  • Fidelizar pacientes para que retornem à sua clínica.
  • Aumentar o faturamento da clínica, com o aumento dos atendimentos.
  • Automatização de processos e comunicação entre o médico e o paciente.

Se você ainda não conta com um CRM para clínica ao organizar os contatos dos seus pacientes, pode ser que você esteja perdendo a oportunidade de se relacionar melhor com os seus clientes, e isso significa que a sua clínica poderia estar faturando muito mais do que realmente está. Um CRM, que é a sigla em inglês para Gestão de Relacionamento com o Cliente é uma ferramenta muito usada por empresários que sabem da importância do contato com o cliente na hora de fechar um negócio.

Saiba como fidelizar seus pacientes com marketing de relacionamento.

Qual é a importância de um CRM para clínica?

A importância do CRM para clínicas é enorme, visto que todos os processos de um empreendimento da área da saúde são voltados para a satisfação e o bem estar dos pacientes. Garantir que o seu paciente esteja satisfeito com sua clínica durante o tempo do atendimento é o mínimo com que uma clínica deve se preocupar, mas se assegurar de que a experiência do paciente seja boa mesmo após o atendimento é a garantia de que aquela consulta resulte em um retorno, ou no melhor dos casos na indicação de outros pacientes.

Se você pudesse, por exemplo, atualizar os seus pacientes de uma determinada especialidade sobre as novidades da sua clínica a respeito dos tratamentos que oferece, ou se ainda mantivesse uma rotina de troca de mensagens com seu pacientes para avisá-los sobre a necessidade de um retorno, quantas consultas a mais sua clínica conseguiria no final do mês?

Entenda o que os médicos buscam em um software de gestão para clínicas.

Como ter uma CRM na sua clínica?

Quer saber o que é preciso para ter uma CRM para clínica? Cadastre-se para testar o Saúde Vianet e confira como nosso App de Marketing pode ajudar você a atingir resultados surpreendentes com seus pacientes.

Fonte: http://www.anpad.org.br/enanpad/2006/dwn/enanpad2006-adia-0782.pdf


Prontuário eletrônico: Como o PEP auxilia na segurança dos dados da sua clínica.

Com a crescente inserção tecnológica atrelada à saúde, os dados do paciente se tornam, além uma propriedade do próprio paciente, algo a ser assegurado pela clínica que os possui. Além disso, a estrutura necessária para tal, deve ser a cargo da clínica, que tem a responsabilidade de preservar as informações do paciente.

Os processos que antes eram em sua maioria manuais, tendem a ser automatizados. Para que a clínica possa dar a garantia de que esses processos mantenham a integridade do paciente, o PEP, Prontuário Eletrônico do Paciente é uma excelente solução.

Veja 4 dicas de como PEP pode auxiliar a segurança dos dados do seu paciente.

1 – Segurança das Informações.

As informações armazenadas em papel estão se tornando cada vez mais obsoletas. Portanto, o simples ato de utilizar o Prontuário Eletrônico já um passo para assegurar os dados dos pacientes. Ter o histórico clínico dos pacientes armazenados nos backups digitais possibilita a preservação e a integridade dos dados. Caso algo aconteça com os dados físicos, as informações necessárias para o tratamento dos pacientes não será perdida.

2 – Segurança do Paciente.

O PEP é uma ferramenta que trabalha atrelada a inteligência clínica. Assim, ele auxilia na personalização do atendimento ao paciente. Ou seja, ele assegura que os processos e tratamentos a serem executados, garantindo a integridade física do paciente. Tendo os dados integrados em um Prontuário Eletrônico, o processo da consulta médica é otimizado. O médico tem ao alcance de poucos toques, todas as informações necessárias para avançar com os procedimentos e diagnósticos.

3 – Confidencialidade.

Assim como a segurança dos dados, os mesmos são confidenciais, apenas os usuários e os médicos terão acesso ao prontuário do paciente. O PEP possibilita o resguardo das informações divulgadas pelo paciente ao médico.

4 – Manter registros por tempo indeterminado.

O PEP permite que os dados e informações dos pacientes sejam mantidos por um tempo indeterminado. Diferente dos prontuários usuais em papel. Que seja por desgaste ou até mesmo espaço para armazenamento acabam por ter a sua vida útil encurtada. Ao contrário dos registros eletrônicos, que podem ser mantidos por um período indefinido.

Além das 4 características citadas acima, o Prontuário Médico Saúde Vianet permite acessar todos os dados dos seus pacientes de qualquer lugar. Além da agilidade e armazenamento não apenas de dados cadastrais, mas também arquivos de texto, exames e fotos.

Nova call to action


O que é o TISS - e por que ele é indispensável para sua clínica?

Se você trabalha com saúde particular no Brasil, certamente já se questionou sobre o que é o TISS. Independente do significado da sigla, sabemos que o TISS está relacionado aos planos de saúde, e por isso o termo tem ficado cada vez mais popular.

Por causa da insatisfação de boa parte dos usuários do SUS no Brasil, as operadoras de serviços médico-assistenciais tem ganhado mercado, e a inovação do modelo de negócio das clínicas populares tem possibilitado maior acessibilidade à saúde particular. 

Veja no infográfico a seguir o que é o TISS – e por que ele é indispensável para a sua clínica:

o que é o TISS - e por que ele é indispensável para a sua clínica.
o que é o TISS – e por que ele é indispensável para a sua clínica.

Nova call to action


Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.

Apps de saúde: Não é atoa que eles são chamados de “pacientes”. Quando alguém entra no sistema de saúde hoje ele já sabe exatamente o que vai encontrar: Inúmeros exames, preços cada vez mais altos e uma espera sem fim. Nenhum método médico deixa de ter importância por conta da insatisfação dos pacientes, pois os procedimentos da saúde são complexos e todo o cuidado é pouco, mas a frustração está deixando os pacientes saturados.

A internet já permite que os pacientes encontrem e agendem consultas onde e quando for melhor para eles, no entanto, mudanças radicais exigem inovação – de provedores para pacientes e de médicos para dados. Essa mudança está acontecendo. Tecnologias como o smartphone permitem que as pessoas monitorem sua própria saúde.

As possibilidades se multiplicam quando você adiciona os ingredientes essenciais em falta – o acesso aos seus próprios registros médicos e a capacidade de compartilhar facilmente informações com aqueles de sua confiança. Isso permite reduzir as ineficiências em seu próprio tratamento e também fornecer dados para ajudar a treinar algoritmos médicos. Assim o paciente pode melhorar seus próprios cuidados e os de todos os outros também.

Os dados médicos podem não parecer o tipo de faísca para desencadear uma revolução. Mas o fluxo de informações provavelmente dará frutos de várias maneiras. Uma delas é um diagnóstico mais completo.

Veja o infográfico a seguir mostrando as inovações tecnológicas dos apps de saúde que permitem os próprios pacientes monitorarem seu tratamento.

Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.
Apps de saúde: Aplicativos que ajudam a monitorar o tratamento dos seus pacientes.

Nova call to action


App para clínicas: O que os médicos buscam em um software de gestão?

O uso de aplicativos otimizou e facilitou vários processos nos últimos anos. É inevitável que tal tecnologia chegaria a área médica. Os aplicativos de saúde já são uma realidade e a tecnologia em saúde revoluciona a relação médico-paciente. Mas e quanto aos médicos, o que eles buscam em um app para clínicas?

Veja algumas das funcionalidades que os médicos buscam encontrar em app para clínicas.

Interface simplificada.

Os médicos buscam um aplicativo que além de produtivo, tenha uma interface simplificada, ou seja, simples de usar e com altos níveis de eficiência.

Integração entre agendas.

Os aplicativos de saúde permitem que as clínicas estejam em constante relacionamento com o paciente. Facilitar na hora de marcar e desmarcar horários, cancelar consultas e até mesmo enviar avisos via SMS para confirmação de consultas. Além disso, permite que a clínica mantenha o controle sobre tais ações, bem como fidelizar o cliente através da facilidade permitida pelos aplicativos.

Interoperabilidade – Padronização de documentos e informações.

Os aplicativos em saúde permitem a interoperabilidade, ou seja, a capacidade que os sistemas de informação e aplicativos têm de se comunicar, trocar dados e utilizar informações compartilhadas. Para isso é necessário que as informações dos pacientes sejam padronizadas através de dados cadastrados em prontuários eletrônicos como o Prontuário Eletrônico de Pacientes (PEP). A interoperabilidade otimiza a comunicação e torna as empresas mais eficientes, auxilia também em uma maior autonomia e engajamento dos pacientes.

Automação de mensagens e lembretes.

Os aplicativos em saúde permitem que o envio de mensagens e lembretes aos pacientes. Possibilitando que o paciente confirme ou não o comparecimento na consulta.

Indicadores de desempenho e relatórios financeiros.

Os aplicativos ainda possibilitam um melhor gerenciamento de desempenho e relatórios financeiros. Permite o controle de despesas, fluxo de caixa, relatórios completos e informativos sobre as finanças da clínica.

O aplicativo SaúdeVianet, oferece essas e outras funções a fim de auxiliar na gestão de sua clínica médica. Faça um teste grátis com duração de 15 dias e teste você mesmo as facilidades que a tecnologia atrelada a saúde podem te proporcionar.

Nova call to action


Médicos executivos: 5 características de liderança necessárias.

Os médicos executivos atuam tanto na área de saúde ligada diretamente com o paciente, quanto na gestão das clínicas.

A medicina vive um momento de mudança. O trabalho dos médicos cada vez mais merge com o trabalho de gestão. Médicos empreendedores e executivos são cada vez mais comuns. Entretanto, o aumento das funções faz necessário a adaptação do médico ao meio empresarial.

Veja 5 características necessárias para médicos executivos

1. Capacidade do médico executivo de adotar uma abordagem focada no paciente.

Para a liderança médica ser eficaz, uma das capacidades essenciais é a de ter uma abordagem focada no atendimento do cliente, nesse caso, o paciente. Olhar pela perspectiva do paciente é fundamental para otimizar o atendimento. O paciente é a pessoa mais importante no ambiente médico. Sem ele, a clínica médica não existe. Focar o atendimento no paciente, significa acompanhar toda a assistência que o mesmo tem. Desde o momento em que entra pela porta, é atendido na recepção, até o momento em que vai embora. Todo o tempo que o paciente passa dentro da clínica é importante para a sua experiência e para o aprimoramento da liderança médica. Uma vez que a melhora pode ser constante.

2. Capacidade de otimizar o trabalho do corpo clínico.

Sendo a primeira prioridade do médico executivo o paciente, a gestão vai sempre passar os direcionamentos para o corpo clínico, e assim medicar a assistência do paciente. Sendo assim, a segunda prioridade dos médicos executivos é a de evitar que o corpo clínico entre em um estágio de burnout, ou seja, esgotamento por excesso de trabalho. O médico gestor deve ser muito cuidadoso com seu corpo clínico, pois ele é a “frente de batalha” da clínica, portanto gerir a saúde e o funcionamento dele como um todo é primordial para a liderança médica.

3. Capacidade de criar um ambiente colaborativo que valoriza o alinhamento entre a empresa e o médico.

A liderança médica envolve o planejamento e o desenvolvimento de um ambiente acolhedor e hospitaleiro para os médicos da clínica. O líder não pode se distanciar da clínica por fazer parte de um setor corporativo. É relevante que o médico executivo se coloque no ambiente e compreenda a importância de um ambiente saudável.
O médico executivo também fica responsável por permitir que os médicos da clínica tenham voz ativa para falar sobre suas ideias. Afinal, é ele que está no dia a dia da clínica. Além disso, fornecer recursos quando necessário.

4. Capacidade de mudar de autonomia para alinhamento.

Os médicos executivos que trabalham na profissão há certo tempo, tem o costume de serem guiados pela autonomia. Ou seja, estão acostumados a tomarem decisões sozinhos e não necessariamente ter a habilidade de trabalhar em equipe.
Quando se fala em alinhamento, se pensa em um trabalho em equipe para o bem da clínica como um todo. Mudar esse posicionamento de autônomo para alinhado requer da liderança médica a definição dos objetivos de onde a gestão pretende chegar.
Prezando sempre por Qualidade, Segurança, Experiência do Paciente, Envolvimento da Equipe e do Médico e o Equilíbrio Financeiro. Mantendo essas cinco características em mente é possível identificar as métricas de onde a gestão quer ir, e em equipe, alinhar as estratégias para alcançá-las.

5. Capacidade de acolher rupturas inovadoras e se adapta a mudanças.

Pensando na clínica como uma empresa, é fundamental que os processos e produtos oferecidos sejam sempre atualizados para o que existe de mais moderno.
Os médicos executivos devem ter em mente que a experiência do paciente e dos médicos do corpo clínico podem sempre ser aperfeiçoadas. A busca por melhorias deve ser constante. A incorporação da tecnologia no setor médico é um exemplo de como as inovações surgem a todo momento. Estar apto para se adaptar a essas mudanças é um foco imprescindível da liderança médica.

Nova call to action


Gestão de clínicas com foco em pacientes: 5 dica infalíveis.

A partir do avanço tecnológico e midiático, os serviços tendem a desenvolver cada vez mais uma didática voltada ao ser humano. Nesse sentido, a mudança na gestão de clínicas médicas é direcionada à relação com os pacientes.

Para melhorar essa relação médico – paciente, entender o público alvo é uma necessidade. Ter as definições de faixa etária, gênero e classe social, podem facilitar o melhor atendimento dos pacientes. Além de estabelecer maior confiança entre paciente e médico, tornando possível um melhor diagnóstico e tratamento. Isso atrelado a concorrência de mercado gera a necessidade de uma melhor gestão de clínicas com foco nos pacientes.

Veja agora 5 dicas de gestão de clínicas com foco em pacientes.

1. Estabelecer uma conexão com as pessoas.

Manter o foco nos pacientes é o primeiro passo, estabelecer uma conexão com a pessoa é um nível além do primeiro contato. Pode parecer óbvio, mas nem sempre é um objetivo dos profissionais da área.

Procure ouvir o paciente, e o contexto no qual o mesmo está envolvido. Seja ele familiar, social ou até mesmo profissional. A saúde do paciente é um reflexo de sua vida. Ou seja, entender o paciente e sua vivência permite tanto ajudá-lo e estabelecer a confiança necessária entre médico-paciente.

2. Invista no seu consultório.

O consultório é o primeiro contato que o paciente tem com o médico. Assim, é importante que o mesmo esteja sempre a favor do paciente.

A sala de espera é o ambiente onde o paciente aguarda para ser atendido. Utilize poltronas ou estofados confortáveis, mantenha as revistas atualizadas e a televisão ligada, para distrações em caso de atrasos. Tudo para gerar conforto aos pacientes e seus acompanhantes.

3. Tenha uma equipe bem preparada.

Uma clínica médica é acima de tudo uma empresa, e como qualquer outra, a equipe é o coração da organização. Portanto, a escolha da equipe presente na clínica é imprescindível para estabelecer uma melhor relação médico-paciente.

Lembre-se que a recepção é o primeiro contato que o paciente tem com você, ou seja, a atuação desse setor é crucial, pois a primeira impressão para o público vem do seu contato com a recepção. Portanto, o treinamento e o preparo da equipe é muito importante.

4. Procure ser paciente.

Ter paciência é uma característica importante e deve ser inerente ao profissional da saúde, bem como todo o Corpo Clínico presente no consultório. É necessário lembrar que o paciente já está sobre pressão e muitos sentem-se extremamente ansiosos apenas pelo fato de terem uma consulta agendada.

Por isso é de extrema importância trabalhar a sua capacidade empática e ser paciente afim de ter um atendimento eficaz e focado no paciente.

5. Utilize um bom software de gestão de clínicas.

Já falamos antes sobre a importância de saber utilizar a tecnologia a nosso favor. Quanto a relação médico-paciente, um bom software de gestão clínicas tende a otimizar os processos e estreitar as relações.

Recursos como o Prontuário Eletrônico de Pacientes (PEP) são uma ferramenta que pode cumprir essa tarefa. O PEP é um instrumento adequado para o cadastro de informações de pacientes. Auxiliando na melhor gestão clínica voltada para o melhor atendimento ao paciente.

Essas são cinco dicas infalíveis para otimizar o seu contato com o paciente. Seguindo essas etapas, você consegue tanto desenvolver seu atendimento quanto satisfazer seu público nesse ramo tão competitivo.

Nova call to action