A partir do avanço tecnológico e midiático, os serviços tendem a desenvolver cada vez mais uma didática voltada ao ser humano. Nesse sentido, a mudança na gestão de clínicas médicas é direcionada à relação com os pacientes.

Para melhorar essa relação médico – paciente, entender o público alvo é uma necessidade. Ter as definições de faixa etária, gênero e classe social, podem facilitar o melhor atendimento dos pacientes. Além de estabelecer maior confiança entre paciente e médico, tornando possível um melhor diagnóstico e tratamento. Isso atrelado a concorrência de mercado gera a necessidade de uma melhor gestão de clínicas com foco nos pacientes.

Veja agora 5 dicas de gestão de clínicas com foco em pacientes.

1. Estabelecer uma conexão com as pessoas.

Manter o foco nos pacientes é o primeiro passo, estabelecer uma conexão com a pessoa é um nível além do primeiro contato. Pode parecer óbvio, mas nem sempre é um objetivo dos profissionais da área.

Procure ouvir o paciente, e o contexto no qual o mesmo está envolvido. Seja ele familiar, social ou até mesmo profissional. A saúde do paciente é um reflexo de sua vida. Ou seja, entender o paciente e sua vivência permite tanto ajudá-lo e estabelecer a confiança necessária entre médico-paciente.

2. Invista no seu consultório.

O consultório é o primeiro contato que o paciente tem com o médico. Assim, é importante que o mesmo esteja sempre a favor do paciente.

A sala de espera é o ambiente onde o paciente aguarda para ser atendido. Utilize poltronas ou estofados confortáveis, mantenha as revistas atualizadas e a televisão ligada, para distrações em caso de atrasos. Tudo para gerar conforto aos pacientes e seus acompanhantes.

3. Tenha uma equipe bem preparada.

Uma clínica médica é acima de tudo uma empresa, e como qualquer outra, a equipe é o coração da organização. Portanto, a escolha da equipe presente na clínica é imprescindível para estabelecer uma melhor relação médico-paciente.

Lembre-se que a recepção é o primeiro contato que o paciente tem com você, ou seja, a atuação desse setor é crucial, pois a primeira impressão para o público vem do seu contato com a recepção. Portanto, o treinamento e o preparo da equipe é muito importante.

4. Procure ser paciente.

Ter paciência é uma característica importante e deve ser inerente ao profissional da saúde, bem como todo o Corpo Clínico presente no consultório. É necessário lembrar que o paciente já está sobre pressão e muitos sentem-se extremamente ansiosos apenas pelo fato de terem uma consulta agendada.

Por isso é de extrema importância trabalhar a sua capacidade empática e ser paciente afim de ter um atendimento eficaz e focado no paciente.

5. Utilize um bom software de gestão de clínicas.

Já falamos antes sobre a importância de saber utilizar a tecnologia a nosso favor. Quanto a relação médico-paciente, um bom software de gestão clínicas tende a otimizar os processos e estreitar as relações.

Recursos como o Prontuário Eletrônico de Pacientes (PEP) são uma ferramenta que pode cumprir essa tarefa. O PEP é um instrumento adequado para o cadastro de informações de pacientes. Auxiliando na melhor gestão clínica voltada para o melhor atendimento ao paciente.

Essas são cinco dicas infalíveis para otimizar o seu contato com o paciente. Seguindo essas etapas, você consegue tanto desenvolver seu atendimento quanto satisfazer seu público nesse ramo tão competitivo.

Nova call to action